Portugal é o anfitrião da 5th UNWTO Global Conference on Wine Tourism

O Alentejo é a região escolhida para receber a Conferência Mundial de Enoturismo que decorre em ​Monsaraz de hoje a 10 de setembro, e cuja organização, sob a égide da OMT – Organização Mundial do Turismo, conta com o apoio do Turismo de Portugal e do Município de Reguengos de Monsaraz.

Em formato híbrido, o evento reúne especialistas para analisar o segmento do Enoturismo a nível mundial e avaliar estratégias para o seu desenvolvimento. Esta é uma oportunidade para debater a contribuição do enoturismo na coesão territorial e na construção de um futuro mais sustentável, inclusivo e resiliente para as comunidades locais.

Identificado na Estratégia Turismo 2027 (ET27) como um dos ativos qualificadores do destino, o Enoturismo, pelas suas características e valências, possui uma capacidade de atração e retenção de um público altamente qualificado e com elevado poder de compra, permitindo múltiplas âncoras de atração em todo o território e durante todo o ano, contribuindo, assim, para a desejada redução da sazonalidade. O Turismo de Portugal, empenhado em manter o destino no topo das preferências dos turistas, lançou o Programa de Ação para o Enoturismo 2019-2021, que destinou 5 milhões de euros para ações de promoção e formação, com vista a potenciar o cross-selling entre ‘vinho’ e ‘turismo’, induzir boas práticas nos agentes do setor, contribuir para a estruturação e valorização de destinos e rotas de Enoturismo, bem como valorizar os territórios vinhateiros.

Portugal, enquanto produtor de alguns dos melhores vinhos do mundo, pretende posicionar-se como um destino de referência mundial no segmento do Enoturismo. Pela sua importância estratégica, a dinamização deste produto enquadra-se no plano de retoma “Reativar Turismo. Construir Futuro”, que visa assegurar a efetiva retoma da atividade turística nacional e garantir que o setor continua a ser uma das principais atividades económicas de Portugal.



Comentários
Loading...