Covid-19: Companhia aérea determina assentos isolados para quem se recusar a usar máscara

A companhia aérea Aeroflot determinou que os passageiros que se recusarem a usar máscara vão ter de realizar o voo numa área isolada.

A porta-voz da companhia, Yulia Spivakova, afirmou que «alguns assentos foram reservados especialmente para os passageiros que se recusarem a seguir as medidas de segurança da Aeroflot».

Essas incluem o uso de máscara durante todo o voo e a troca de máscaras a cada duas ou três horas, ou logo após as refeições.

As máscaras só podem ser retiradas quando os passageiros estiverem a comer ou a beber. No entanto, nem todos têm seguido as regras da companhia aérea, o que traz riscos à saúde dos outros passageiros.

A companhia aérea já tinha informado que não iria permitir o embarque de passageiros com máscaras que não cobrissem totalmente o nariz e a boca. Determinação não foi bem aceite pelos russos, especialmente porque não abria exceção para quem não pode usar máscara devido a indicação médica. Em resposta à polémica, a companhia aérea decidiu separar os passageiros que se recusarem ou não puderem usar máscaras.



Notícias relacionadas
Comentários
Loading...