‘Stealth Ómicron’: sintomas da nova variante são diferentes da versão original do vírus?

A variante Ómicron fez soar os alarmes pelo mundo, devido à sua elevada eficácia de transmissão. Mas há subvariantes no radar dos especialistas que começam igualmente a ganhar espaço nas preocupações das autoridades sanitárias a nível mundial. Embora existam três subvariantes conhecidas da Ómicron, há uma que está a superar as demais rapidamente, tendo mesmo ‘conquistado’ o título de ‘Stealth Ómicron’, mas oficialmente conhecida como BA.2.

Quais os sintomas desta nova versão da Ómicron e como difere da atual variante dominante?

Os sintomas mais comuns do coronavírus são frequentemente comparados com uma constipação comum, tornando o vírus letal ainda mais difícil de ser identificado antes da realização de um teste. Mas esta última subvariante conseguiu tornar-se ainda mais difícil de detetar através de testes porque não possui a proteína spike encontrada na versão original BA.1.

Esta última mutação consegue espalhar-se mais rapidamente do que a versão dominante da Ómicron. “O crescimento consistente em vários países é uma evidência de que a BA.2 pode ser mais transmissível do que a BA.1”, explicou Tom Peacock, virologista do Imperial College London.

Apesar do seu rápido crescimento em todo o mundo, a ‘Stealth Omicron’ parece ser tão leve como a variante BA.1 original, sem novos sintomas relatados.

Os sintomas comuns da Ómicron incluem:

Nariz a escorrer;
Dor de cabeça;
Fadiga leve ou severa;
Espirros;
Dor de garganta.

“O nariz a escorrer e a dor de cabeça são sintomas de muitas infeções mas também podem ser os primeiros sintomas – e únicos sintomas – da Covid-19”, explicou Irene Petersen, professora de epidemiologia e informática em saúde da University College London. “Portanto, se tiver estes sintomas, recomenda-se realizar testes por alguns dias.”

O estudo de sintomas do ZOE Covid descobriu que as dores de cabeça são frequentemente um dos primeiros sinais e são diferentes da dor de cabeça média. De acordo com as descobertas, as dores de cabeça causadas pela Covid-19 costumam ser moderadas a severamente dolorosas e podem imitar um movimento pulsante, pressionando ou a sensação de ‘esfaqueamento’ da cabeça.

Assim, se estiver com dor de cabeça que dura há mais de três dias e é resistente aos analgésicos padrão, faça um teste.

Ler Mais


Comentários
Loading...