Covid-19: só 15% dos casos de infeção são detetados em África, garante Organização Mundial de Saúde

A Organização Mundial da Saúde (OMS) avisou esta quinta-feira que cerca de 85% dos casos do Covid-19 na África não estão a ser detetados e elevou o número de infeções de 8,5 para 59 milhões de casos. “As nossas análises indicam que apenas um em cada sete casos está a ser detetado, o que significa que o verdadeiro fardo do Covid-19 em África seria de cerca de 59 milhões de casos”, explicou o diretor da OMS para África, Matshidiso Moeti.

“Agora é o momento de lançar uma ofensiva contra o Covid-19 para enfrentar estes desafios”, explicou o responsável, que defendeu que a iniciativa comunitária promovida pela OMS visa “passar da vigilância passiva para o trabalho ativo com comunidades”.

Moeti afirmou que “com 67 milhões de africanos com o esquema de vacinação completo, o que equivale a apenas 4,9% da população do continente, centenas de milhões de pessoas continuam vulneráveis ​​a doenças graves e à morte”. “As festas de Fim d Ano estão a aproximar-se rapidamente e já vimos no ano passado que as viagens e encontros intensos em dezembro levaram a um aumento dos casos de Covid-19”, garantiu, alertando os países africanos “para uma quarta vaga”. Fez ainda um apelo aos países ricos para que “compartilhem um número significativo de doses de vacinas contra o Covid-19, melhor agora do que no próximo ano”.



Comentários
Loading...