Covid-19: Segunda cimeira mundial realiza-se esta quinta-feira nos Estados Unidos

A segunda cimeira mundial sobre a Covid-19 realiza-se esta quinta-feira, dia 12 de maio, nos Estados Unidos, novamente em formato virtual, com o objetivo de analisar o estado da pandemia no mundo e determinar como enfrentar futuras ameaças à saúde.

Numa declaração conjunta, em meados de abril, os Estados Unidos – como promotores da primeira cimeira -, em conjunto com o G20, o G7, a CARICOM Caribe e a União Africana anunciaram a realização desta nova cimeira.

Na mesma nota, os cinco convocaram todos os líderes mundiais, representantes do setor privado e organizações não governamentais para fazerem parte deste encontro.

“A cimeira vai redobrar os nossos esforços coletivos para encerrar a fase aguda da pandemia de Covid-19 e prepararmos futuras ameaças à saúde”, afirmaram os países na altura em comunicado conjunto.

Os responsáveis acrescentaram ainda: “Antes da cimeira, convocamos os líderes mundiais, membros da sociedade civil, organizações não governamentais, filantropos e o setor privado a assumir novos compromissos e trazer soluções para vacinar o mundo, salvar vidas e construir melhor segurança de saúde – para todos, em todos os lugares”.

“O surgimento e a disseminação de novas variantes, como a Ómicron, reforçaram a necessidade de uma estratégia voltada para o controlo do Covid-19 em todo o mundo”, sublinharam. “Sabemos que nos devemos preparar agora para construir, sustentar e financiar a capacidade global de que precisamos, não só para as variantes emergentes do Covid-19, mas também para futuras crises de saúde”, concluíram.

Este é o segundo encontro global sobre a pandemia, que já matou mais de 6,2 milhões de pessoas, causando 518,8 milhões de infeções em todo o mundo. A primeira aconteceu em setembro de 2021 e foi presidida pelo líder norte-americano, Joe Biden.

A cimeira acontece numa altura em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que o número real de mortes causadas pela Covid-19 e pelas suas consequências no mundo está perto dos 15 milhões. É quase o triplo do número de mortes registado oficialmente.

“Novas estimativas da Organização Mundial da Saúde mostram que o número total associado direta ou indiretamente à pandemia de Covid-19 entre 1 de janeiro de 2020 e 31 de dezembro de 2021 é de aproximadamente 14,9 milhões de mortes (um intervalo de entre 13,3 e 16,6 milhões)”, concluíram os analistas da organização.

Ler Mais


Comentários
Loading...