BPP: Supremo Tribunal de Justiça discute esta quinta-feira libertação de ex-número dois de Rendeiro

O Supremo Tribunal de Justiça vai dar resposta, esta quinta-feira, pelas 10h30, ao pedido de habeas corpus para Paulo Guichard. O antigo nº 2 de João Rendeiro viu decorrer o prazo legal de oito dias para ter uma resposta ao pedido de restituição da liberdade do arguido, apresentado por Nuno Brandão, advogado de Paulo Guichard, alegando que a detenção é ilegal por estar pendente uma reclamação para o Tribunal Constitucional.

A conselheira Maria do Carmo Silva Dias vai ter em mãos o futuro próximo de Paulo Guichard, ex-administrador do BPP (Banco Privado Português), que foi preso quando aterrou no Aeroporto Sá Carneiro, para cumprir uma pena de quatro anos e 8 meses a que foi condenado em 2018. A juíza vai decidir se a ordem de prisão, dada pelo juiz Nuno Dias Costa, é, como argumentou a defesa, manifestamente ilegal ou um imperativo legal. Paulo Guichard, agora no Estabelecimento Prisional de Custóias, foi condenado por crimes de falsidade informática e um crime de falsificação de documentos agravada, no âmbito do processo relacionado com a adulteração da contabilidade do BPP.



Comentários
Loading...