Futuro tecnológico. Parecem ficção, mas estas inovações prometem mudar o mundo

A tecnologia avança a passos muito rápidos e isso não é novidade para ninguém. Mas há inovações prestes a chegar que podem mudar a nossa vida quotidiana de forma surpreendente. O site Noticias de La Ciencia reúne algumas das mais insólitas:

Lacticínios de laboratório

Não há dúvida de que as alterações climáticas continuam a ser uma das maiores ameaças que o planeta enfrenta. Inúmeros métodos de redução dos efeitos das mudanças do clima são debatidos e uma das principais armas depende de cada indivíduo, mudando para uma dieta à base de vegetais.

Claro que isto é muito mais fácil para alguns do que para outros e, portanto, cientistas de todo o mundo têm tentado criar substitutos da carne que podem facilmente fazer-nos esquecer do que comíamos até agora. Muitos substitutos da carne foram criados e agora parece que os lacticínios feitos em laboratório pode também vir a ser uma realidade.

Vários estudos indicam que a indústria dos laticínios é responsável por aproximadamente 4% das emissões totais de carbono do planeta, mais do que as emissões geradas pelos transportes marítimo e aéreo combinados. Portanto, quando os lacticínios feitos em laboratório forem aperfeiçoados, é provável que isso mude o mundo, pois significará uma redução significativa nas emissões de carbono.

Smartwatches carregados através da transpiração

A tecnologia prepara-se para avançar mais na potencialidade dos já muito usados smartwatches, através do seu funcionamento condicionado à transpiração do utilizador.

É previsível que estes relógios inteligentes possam carregar a bateria com apenas 20 microlitros de líquido, já que o dispositivo poderá ser revestido com poliéster e uma fina camada de polímero. Tudo isto funcionará como forma de absorver o líquido liberado pelo utilizador. Depois disso, os íons positivos e negativos da transpiração poderão interagir com o polímero, alimentando o relógio.

Camisola para monitorizar frequência cardíaca

Não faltam bandas para medir os batimentos cardíacos no mercado, mas estão para chegar as t-shirts que permitem fazer o mesmo. Vários estudos têm demonstrado que a precisão destas camisolas ainda não é de 100% e por isso não estão prontas para chegar já aos mercados. Mas quando forem melhoradas, serão uma maneira eficaz de monitorizar a frequência cardíaca sem ter de usar nada que seja muito desconfortável ou irritante.

Estas camisolas podem ser muito úteis para atletas, doentes cardíacos e podem mesmo vir a salvar vidas.

Ler Mais


Comentários
Loading...