EUA: Piloto automático da Tesla preocupa o Congresso

Dois senadores norte-americanos manifestaram a sua preocupação com o sistema de segurança da Tesla, depois de um trágico acidente que ocorreu com um automóvel da marca no Texas, informa o Wall Street Journal.

Os senadores Richard Blumenthal, do Connecticut, e Ed Markey, de Massachusetts, enviaram uma carta ao principal regulador automóvel dos EUA para que este “desenvolva uma lista com recomendações que melhorem vários sistemas de apoio ao condutor da marca como por exemplo o piloto automático”.

“Tememos que este tipo de acidentes que envolvem a Tesla se tornem um padrão”, concluíram os senadores democratas na carta a que o WSJ teve acesso.

A Administração Nacional para a Segurança no Trânsito abriu uma investigação sobre o acidente do fim de semana no Texas. Aquando da abertura do inquérito, o regulador recordou que a maior parte dos acidentes com automóveis da Tesla envolvem os “recursos avançados desenvolvidos pela marca de apoio ao motorista”, refere o WSJ.

No sábado, um acidente com um Tesla Model S matou dois homens. “Quando a polícia chegou nenhuma das vítimas estava sentada no banco do condutor mas sim em dois lugares de passageiros”, o que levou os especialistas, entrevistados na altura pela imprensa norte-americana, a defender que o acidente tenha sido provocado por uma falha no piloto automático.

Na segunda-feira, Elon Musk confirmou esta teoria, ”porque o sistema não estava habilitado”, não referindo mais pormenores. Desde então, a Tesla não teceu comentários sobre o caso.

Ler Mais




Notícias relacionadas
Comentários
Loading...