Lobby verde quer que Biden aplique quase 4 biliões de euros em apoios ambientais

Várias organizações de cariz ambiental estão a tentar forçar Biden a financiar 4 biliões de dólares (3,5 biliões de euros) para causas verdes, o teto máximo das previsões da Casa Branca para este investimento, no âmbito do novo programa de estímulos económicos proposto pelo Presidente norte-americano, revela a Bloomberg.

“Pedimos que aproveitem esta oportunidade para aprovar uma legislação ousada que responda à crise que este país enfrenta”, escreveram cerca de 16 grupos, numa carta aberta dirigida ao Presidente dos EUA, Joe Biden, à presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, e ao líder da maioria democrata no Senado, Chuck Schumer.

“Precisamos de uma ação imediata que construa uma economia norte-americana mais justa, equitativa e acima de tudo mais limpa”, acrescenta a missiva.

Entre os signatários do documento constam os nomes dos “pesos pesados” da América que lutam pela causa ambiental, como o Fundo para a Defesa Ambiental, o Centro para o Progresso dos EUA, o Service Employees International Union (um sindicato que representa quase 1,9 milhões de trabalhadores que exercem funções nos EUA e no Canadá), a Federação Nacional para a Vida Selvagem e a BlueGreen Alliance, organização que une várias instituições que trabalham com as alterações climáticas, como descreve o NYT.

Na semana passada, uma fonte próxima de Joe Biden afirmou que a equipa económica da Casa Branca prevê atribuir uma fatia do grande pacote legislativo, que pode ir de três (2,6 biliões de euros) a quatro (3,5 biliões de euros) biliões de dólares, ao financiamento de medidas para o combate contra as alterações climáticas e a redução de combustíveis fósseis.

Amanhã, Biden fala ao país sobre os pormenores do novo programa de estímulos económicos no que se refere a transportes e infraestruturas, duas pastas que Joe Biden já prometeu pintar de verde, como referiu a Bloomberg.

No final de abril, o Presidente norte-americano vai anunciar mais detalhes do plano, a começar pelos apoios sociais, como refere a Bloomberg.

Ler Mais




Notícias relacionadas
Comentários
Loading...