Navalny: Kremlin espera o “pior cenário” da “política estúpida” de Washington

O Kremlin avisou hoje que está preparado para a “política hostil e imprevisível dos EUA”, referindo-se à possibilidade de Washington aplicar sanções, devido ao caso Alexei Navalny.

Os EUA não estão satisfeitos com a forma como Putin e os seus pares estão a tratar a saúde débil do opositor russo, mas a Rússia não desiste da decisão de manter detido o mais proeminente inimigo de Putin, como refere a Reuters.

“A hostilidade e a imprevisibilidade das ações americanas obrigam-nos a estar preparados para o pior dos cenários”, afirmou o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

Os laços entre Moscovo e Washington estão cada vez mais tensos e não foi só o regime de Putin que contribuiu para a decadência das relações. No mês passado, numa entrevista a uma cadeia de televisão norte-americana, Joe Biden concordou que o líder russo era um “assassino” e prometeu que o Presidente russo “iria pagar se fosse provado que o Kremlin interferiu nas eleições”. Na altura, a Rússia pediu ao seu embaixador que regressasse a casa para discutir sobre o estado das relações com os EUA, como lembra a Bloomberg.

Ainda hoje, durante uma viagem ao Cazaquistão, Sergei Lavrov, ministro dos Negócios Estrangeiros de Vladimir Putin, afirmou que “a política de Washington, que talvez até se possa classificar como estúpida, criou um impasse desnecessário nas ligações entre os dois Estados”, como escreve a agência britânica de informação.





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...