“Windfall tax” ou “kidnapping profit”

Por Nelson Pires, General Manager da Jaba Recordati

O que podemos esperar do futuro? Mais impostos! O sr Ministro da economia afirmou no parlamento que “Não podemos hostilizar as empresas, mas o que vamos fazer é falar com elas e provavelmente considerar um imposto para os lucros aleatórios e inesperados que estão a ter”. Isto até seria razoável se nós tivéssemos taxas baixas de IRC sobre as empresas. Mas não, temos a segunda maior taxa de IRC da Europa depois de Malta. Os 2 países Europeus que em 2021 se tornaram mais ricos que Portugal, a Hungria e a Polónia, têm taxas de IRC (incluindo derrama) de 10.8% e 19% respectivamente. Portugal tem 31.5% (sg a OCDE e o Eurostat) e com isto não estamos a considerar as cerca de 500 taxas que existem e aumentam os custos de contexto de investimento e o exportam para mercados mais dinâmicos e atractivos. Talvez por isso as exportações pesem 42% no PIB Português e 82% no Húngaro. Um sistema fiscal deve permitir redistribuir riqueza mas não deve abduzir o investimento das empresas de tal forma, que levam a riqueza para outros mercados. Não deve “raptar” os lucros das empresas. Por isso mesmo não se entende como é que se pretende crescimento económico a afastar o investimento do país. A estratégia de estimular o consumo interno através dos aumentos salariais já não é suficiente, pois a taxa de inflação “canibaliza” o crescimento do poder de compra salarial. Como é que não se cria um programa estilo “SIFIDE” para os lucros inesperados reinvestidos nas empresas e na economia Portuguesa. Os lucros são sinónimos de uma economia saudável (empresas lucrativas pagam impostos, geram emprego, dinamizam a economia), não de empresas que “pilham” o país. Quem pensar assim e não entender que num mercado global, os países devem atrair investimento concorrendo com os outros, vai ser ultrapassado na geração de riqueza per capita. Como Portugal tem sido, perdendo 4 lugares no ranking do PIB per capita Europeu desde 2017, para os países de leste. Em Portugal querem acabar com os ricos quando noutros países querem acabar com os pobres!!!

Comentários
Loading...