Voto antecipado: Portal permite fazer agendamento de terceiros. Com nome e data de nascimento consegue aceder ao ficheiro do primeiro-ministro

A plataforma eletrónica onde se agenda o voto antecipado permite que o pedido seja feito em nome de pessoas que constam nos cadernos eleitorais, desde que se saiba o nome completo e a data de nascimento, avança o ‘Expresso’.

Segundo a mesma publicação, colocando esses dados consegue assumir o controlo do agendamento do voto antecipado de outra pessoa, uma vez que é pedido para inserir depois um e-mail e um número de telefone, que servem de meios de contacto para gerir todo o processo e receber notificações.

Para além disso, adianta o jornal, a inserção de nome completo e data de nascimento não só permite agendar o voto em nome de terceiros, como também permite aceder a ficheiros de quem já se inscreveu, ficando a saber se a pessoa pretende realmente votar ou não nas legislativas.

A inserção desses dados permite aceder a vários dados pessoais de cada ficheiro de eleitor, nomeadamente morada, local de voto e número de identificação. Isto significa que também é possível aceder ao ficheiro do primeiro-ministro, António Costa, que publicamente já disse ter-se inscrito para votar antecipadamente no Porto, a 23 de janeiro.

Apesar disto, adianta o jornal, os eleitores não estão dispensados de se identificarem junto das mesas de voto, o que indica que não será possível votar em nome de outra pessoa, apenas agendar o voto e aceder às informações. 



Comentários
Loading...