Vai em peregrinação a Fátima? Santuário limita lotação a 6 mil pessoas (e outras regras que deve conhecer)

Os peregrinos do 13 de maio em Fátima não vão ter serviço de apoio devido à crise de saúde pública da Covid-19, de acordo com o ‘Correio da Manhã’ (CM), que adianta que teve conhecimento das novas regras, que serão semelhantes às do ano passado, altura em que o vírus já tinha invadido Portugal.

Espera-se que as regras para as celebrações deste ano sejam divulgadas nestes dias pela reitoria do Santuário de Fátima, contudo, o jornal adianta já que se vão aplicar “grandes restrições”, a começar pelo facto de não haver serviço de apoio aos peregrinos a pé, sendo inclusivamente recomendado aos fiéis que evitem fazer esse tipo de peregrinações até Fátima.

Para além disso, segundo o ‘CM’, estão também previstas restrições no espaço da oração, semelhantes às que se verificaram na última peregrinação, sendo permitido um limite máximo de seis mil pessoas, que devem estar devidamente separadas com dois metros de distância, através de círculos marcados no chão a tinta branca.

Vão também ser definidas as entradas para o chamado ‘terreiro do Santuário’, agora limitado a 48 mil metros quadrados, havendo ainda dispensadores de desinfetante alcoólico para as mãos, bem como acolhedores do Santuário que visam orientar os fiéis para os locais onde deverão assistir às cerimónias.

Por último, segundo o jornal, não será permitida a circulação de pessoas no recinto. Sempre que por um motivo de força maior, for necessária a deslocação, essa terá de ser feita pelos corredores definidos para o efeito e que estarão devidamente assinalados.

Quanto à procissão das velas, realizada no dia 12 à noite, também haverá limitações de pessoas, sendo que todos os fiéis que queiram, terão de levantar a sua vela à entrada do recinto e, no final, depositá-la nos pontos indicados para o efeito.

Ler Mais




Notícias relacionadas
Comentários
Loading...