UE pode guardar na gaveta embargo ao petróleo russo devido ao bloqueio húngaro

Os diplomatas da União Europeia estão a ponderar guardar na gaveta, por agora, o embargo ao petróleo russo, a medida mais dura de Bruxelas desde que começou a impor sanções à Rússia na sequência da invasão da Ucrânia.

Esta é uma possibilidade que está a ser ponderada em Bruxelas face ao bloqueio da Hungria ao embargo ao petróleo que devia ser incluído no sexto pacote de sanções da União Europeia à Rússia, de acordo com o Politico, que cita diplomatas do bloco europeu.

Adiar a inclusão do embargo ao petróleo e a proibição da importação de combustíveis refinados permitiria avançar com uma nova vaga de sanções contra Moscovo, e daria tempo para tentar chegar a um compromisso que o primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, esteja disposto a aceitar.

“Existe de facto uma ideia que está a circular para dividir o pacote, uma vez que estamos de acordo em 90%, avançando assim com tudo menos com o embargo ao petróleo”, assinalou um diplomata da União Europeia. “É frustrante não conseguirmos avançar com as coisas que estão acordadas”. Então porque não fazê-lo assim, ser pragmáticos e depois continuar a discussão sobre energia?”.

No entanto, o diplomata admitiu que separar a proibição do petróleo do resto do pacote de sanções “enviaria um mau sinal”, e alguns podem opor-se a isso.

Já para não referir que seria um contratempo para a Comissão Europeia e para Ursula von der Leyen que fez esta proposta com o objetivo de desferir um golpe duro à economia russa e a Vladimir Putin.

Ler Mais


Comentários
Loading...