Tribunal dá cinco dias a mulher de Rendeiro para devolver quadros em falta

Maria de Jesus Rendeiro, mulher do ex-banqueiro, João Rendeiro, tem cinco dias úteis para devolver à justiça os 15 quadros em falta, do total de 124 obras apreendidas, avança a ‘TVI’.

Em causa está uma ordem judicial, a que a TVI teve acesso e que entrou esta sexta-feira no processo, que se encontra em curso.

De recordar que a Polícia Judiciária (PJ) realizou na quarta-feira buscas na casa de João Rendeiro, para verificar o estado da coleção de arte por si apreendida, dando por falta de 15 dos 124 quadros apreendidos em novembro de 2020.

Um despacho da juíza Tânia Loureiro Gomes, determinou que “apesar de corresponderem à descrição” há obras sobre as quais há suspeitas de terem sido “falsificadas”, motivo pelo qual foi ordenada a retirada de toda a coleção da casa dos Rendeiro.

A mulher do ex-banqueiro, Maria de Jesus Rendeiro, mostrou-se contra a retirada das obras, segundo fonte judicial citada pelo ‘Expresso’, que adianta que mais tarde a mulher admitiu ser “natural” que as obras tivessem sido movimentadas ao longo de 10 anos e que “metade” das que estão em falta podem ter sido guardadas “fora da residência”.

Provando-se que efetivamente mudou as obras de sítio, a mulher de Rendeiro pode ser acusada pelo crime de descaminho, punível com cinco anos de prisão, uma vez que teria de ter comunicado ao tribunal essa intenção, porque a coleção pertence agora ao Estado, estando apenas sob a guarda daquela família.

Ler Mais


Comentários
Loading...