Tesla, Peugeot e BMW são as marcas mais vendidas de veículos elétricos em Portugal em 2022

Desde 1 de janeiro até 30 de outubro de 2022 foram vendidos 15.535 Veículos 100% Elétricos (BEV – Battery Electric Vehicles) em todas as categorias, o que representa um aumento de 58,4% em relação ao período homólogo. Mesmo com os constrangimentos sentidos pelas marcas em proceder à entrega de novos veículos, o mercado dos veículos 100% elétricos continua a crescer, impulsionado pela urgência em descarbonizar os transportes, revelou esta terça-feira a UVE (Associação de Utilizadores de Veículos Elétricos).

No mês de outubro foram vendidos 3.140 veículos elétricos, dos quais 1.685 são Veículos 100% Elétricos (BEV – Battery Electric Vehicles) e 1.455 híbridos plug-in (PHEV – Plug-In Hybrid Electric Vehicle). O total anual de vendas de veículos novos encontra-se cada vez mais perto dos 30.000 veículos, que será certamente ultrapassado no próximo mês.

O mês de outubro foi o primeiro mês, desde o início do ano de 2022, com valores de vendas de Veículos 100% Elétricos (BEV – Battery Electric Vehicles) ligeiramente inferiores ao mês homólogo, depois de um mês que assinalou o recorde de vendas de sempre – setembro de 2022.

Se repararmos nos meses que assinalam um “pico” de vendas – março, junho e setembro – coincidem com o final de cada trimestre que é conhecido como sendo a periodicidade com que a marca Tesla comunica os valores de vendas com maior precisão, podendo justificar a diferença mais acentuada nas vendas entre o mês de setembro e outubro. Aguardemos por dezembro para confirmar esta tendência.

As vendas de veículos híbridos plug-in (PHEV – Plug-In Hybrid Electric Vehicle) diminuíram igualmente em relação ao mês anterior (-5%), embora tenham registado um ligeiro aumento em relação ao mês homólogo (9,1%).

No total de vendas do conjunto dos veículos elétricos (BEV + PHEV), o mês de outubro de 2022 foi o melhor dos últimos meses homólogos de 2021 e 2020, tal como se tem verificado desde o início do ano.

Na categoria de veículos ligeiros de passageiros, apesar de em outubro os veículos com motor de combustão interna registarem um crescimento de 26,6% em relação ao mês homólogo, a variação em relação ao mesmo período (janeiro a outubro) mantém-se ainda em terreno negativo, com uma diminuição de 0,6% em relação ao ano passado.

Por sua vez, no total de veículos elétricos (BEV + PHEV), o mês de outubro assinalou um abrandamento nas vendas de veículos elétricos ligeiros de passageiros, seja em termos homólogos (em que registou um decréscimo de 1,9%) como na variação mensal (com um decréscimo de 22% em relação ao mês de setembro), contudo, a variação em relação ao período homólogo (de janeiro a outubro) apresenta um crescimento de 17,9%.

Já as quotas de mercado de veículos ligeiros de passageiros (BEV + PHEV) mantém-se acima dos 20% – com 22,8% de quota mensal e 20,9% de quota anual – mantendo a proporção de 1 veículo elétrico por cada 5 veículos ligeiros de passageiros vendidos em Portugal.

Concentrando a análise de vendas nos veículos ligeiros de passageiros 100% elétricos (BEV), embora o mês de outubro registe um decréscimo de 11,2% em relação ao mês homólogo, é a primeira vez que a variação homóloga apresenta valores negativos desde abril de 2021. Contudo, no período homólogo de janeiro a outubro regista-se um crescimento de 44,4%.

A quota de mercado dos veículos 100% elétricos (BEV) regista valores de 11.2% na quota mensal e de 10.8% na quota anual. O que representa que 1 em cada 10 veículos ligeiros de passageiros é um veículo 100% elétrico.

Analisando a variação homóloga de vendas dos veículos ligeiros de passageiros BEV, PHEV e VCI nos últimos doze meses, é evidente a diminuição acentuada entre março e abril – meses onde se iniciaram os constrangimentos na produção e transporte de veículos – e como esse abrandamento nas vendas atingiu quase que um “planalto” desde então.

De notar que os Veículos 100% Elétricos (BEV) só atingiram valores negativos este mês, tendo sido a única motorização de veículos ligeiros de passageiros que manteve valores homólogos de vendas positivos desde abril de 2021, ou seja, durante 17 meses consecutivos foram vendidos mais veículos BEV do que no mês homólogo.

Quando analisamos o conjunto de vendas de todas as categorias de veículos elétricos – Veículos 100% Elétricos (BEV – Battery Electric Vehicles) e veículos híbridos plug-in (PHEV – Plug-In Hybrid Electric Vehicle) – a variação mensal homóloga é de 3% e anual de 23,6%.

Como referido anteriormente, a venda de veículos 100% elétricos na categoria de ligeiros de passageiros, diminuiu cerca de 11% em relação ao período homólogo, contudo, quando juntamos todas as categorias de veículos elétricos (BEV + PHEV), a diminuição é de apenas 1,7%.

Embora a categoria com mais veículos vendidos seja a de ligeiros de passageiros, é cada vez mais evidente o aumento da procura de outro tipo de categorias de Veículos 100% Elétricos, como é o caso dos ligeiros de mercadorias, pesados, motociclos, ciclomotores, quadriciclos e triciclos. Por exemplo, no mês de outubro, foram vendidos 137 veículos ligeiros de mercadorias 100% elétricos, que representa um aumento de 121% em relação ao mês de setembro (em que se venderam 62 veículos ligeiros de mercadorias) e um aumento de 291% em relação ao mês homologo (em que se venderam 35 veículos).

No caso dos veículos híbridos plug-in (PHEV – Plug-In Hybrid Electric Vehicles), embora apresentem uma variação positiva em relação ao mês homólogo (9,1%), o total de vendas de 2022 é 1,4% inferior ao mesmo período no ano passado (de janeiro a outubro).

Analisando as vendas de veículos ligeiros de passageiros por tipo de energia utilizada, os valores de vendas mensais registam que o conjunto dos veículos elétricos (BEV + PHEV) apresentam uma quota de mercado de 22.78%, ultrapassando novamente os veículos com motor a gasóleo, que registam uma quota de mercado 17.23% – à semelhança do que ocorreu em vários meses nestes dois últimos anos.

Nas marcas mais vendidas de veículos elétricos em outubro de 2022, na categoria de ligeiros de passageiros, a Mercedes-Benz atingiu o primeiro lugar em ambas as motorizações (BEV e PHEV) e no acumulado das duas.

Nos valores totais de vendas, de janeiro a outubro, o top 5 mantêm-se inalterado, na categoria de ligeiros de passageiros, a Mercedes-Benz mantém o primeiro lugar nas vendas de PHEV e no acumulado de BEV e PHEV. Contudo, a Tesla continua a assegurar o 1º lugar de vendas de veículos 100% elétricos, seguida da Peugeot, BMW, Mercedes-Benz e Hyundai.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.