Sondagem: Quase 90% dos portugueses pede maior responsabilização e avaliação para os juízes

Quase 90% dos portugueses consideram que os juízes deveriam ser mais responsabilizados e avaliados. Esta é uma das conclusões do barómetro ‘CMTV’.

A sondagem mostra que 87,5% dos inquiridos defendem uma maior responsabilização e avaliação para os magistrados e que 79,5% acreditam que os ricos e poderosos dificilmente são julgados e condenados.

Questionados sobre se o enriquecimento injustificado deve ser criminalizado, cerca de 93,1% consideram que sim. Adicionalmente, 68,1% dos participantes aponta a delação premiada, como outra medida de combate à corrupção.

Ainda assim, 26,7% dos inquiridos dizem acreditar na Justiça portuguesa, 32,6% não acreditam e 40,6% respondem “mais ou menos”.

Há ainda quem defenda que seja reforçado o investimento no Estado, premissa apoiada por mais de dois terços dos portugueses (67,7%) e quem diga que as leis protegem demais os criminosos (60,5%).

Diretamente sobre o caso do processo Marquês e o desempenho do juiz responsável, Ivo Rosa, cerca de 72,5% dos inquiridos dão razão ao Ministério Público (MP), considerando que este fez um melhor trabalho do que o próprio juiz, aprovado por apenas 15,5% dos inquiridos.

Para além disso, a sondagem revela ainda que 66,4% dos portugueses “não consideram normal que na interpretação da Justiça um juiz tenha uma opinião tão diferente da do MP”.

A principal razão apontada pelos inquiridos para que este tipo de crimes acabem frequentemente por prescrever é a “lentidão da justiça” (82,1%). Há também quem mencione o facto de os prazos serem curtos (15,5%).

Ler Mais




Notícias relacionadas
Comentários
Loading...