Sindicato dos Enfermeiros decreta greve no IPO de Lisboa para dia 6 de fevereiro

Os enfermeiros do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa vão estar em greve no dia 6 de fevereiro, entre as 8h00 e as 12h00.

A greve foi convocada pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) e já foi anunciada ao Governo e à Direção Executiva do SNS, bem como à administração do IPO da capital, segundo noticia o Observador.

Em causa estão reivindicações relacionadas com “justa e legal contagem de pontos para efeitos de mudança de posição remuneratória e o pagamento dos devidos retroativos desde janeiro de 2018″, sendo que estes profissionais de saúde também pedem a admissão de mais enfermeiros no IPO de Lisboa e que sejam regularizadas situações em que estes profissionais estão ligados à instituição com vínculos precários.

Os enfermeiros do IPO de Lisboa reclamam também que o número de dias de férias entre os profissionais seja harmonizado, com o objetivo que os que tenham contrato individual de trabalho não sejam prejudicados e tenham menos dias de férias do que os outros.

O pré-aviso de greve, emitido a 20 de janeiro, prevê o cumprimento de serviços mínimos.

Recorde-se que o SEP já convocou outra greve de enfermeiros, para 7 de fevereiro, devido a um decreto-lei recentemente publicado pelo Governo (80-B/2022) e que, segundo reclama o sindicato, vem agravar situações de injustiça relacionadas com a não-contabilização de pontos detidos por enfermeiros promovidos a especialistas por concurso entre 2005 e 2011.

O diploma em causa, segundo a líder do SEP Fátima Monteiro, vem resulta numa situação em que “um enfermeiro especialista com 20 anos de profissão aufere menos que um colega que tenha especialidade há 10 ou cinco anos”.

Ler Mais



loading...
Notícias relacionadas