“Ser infetado tem um efeito muito benéfico na construção da imunidade natural”, diz Pedro Simas

Pedro Simas, virologista no Instituto de Medicina Molecular, considera que ser infetado com Covid-19 tem um lado positivo, sendo “benéfico” para a “construção da imunidade natural”.

Em declarações à ‘SIC Notícias’, o responsável fez um balanço da pandemia, adiantando que não se prevê que as medidas sejam apertadas, nem que apareça uma nova variante, sendo, por isso necessário “desmitificar o medo de estar infetado“.

“Preparar a sociedade portuguesa e desmitificar o medo de estar infetado com covid-19. Todos vamos ser infetados, vai fazer parte das nossas vidas e ser infetado, neste momento, tem um efeito muito benéfico na construção da imunidade natural e na entrada da verdadeira endemia”, referiu.

Segundo o especialista, e com base no número de portugueses que já foram diagnosticados com covid-19 (cerca de dois milhões), Portugal está “numa situação extremamente boa” no que à imunidade natural diz respeito.

Quanto à vacina, para Pedro Simas esta é um fator importante para controlar a pandemia, o que se reflete pelos números de internados e de pacientes em cuidados intensivos “que têm estado incrivelmente estáveis”. “Isso dá-nos uma grande segurança”, afirmou.

Já no que diz respeito ao número novos casos, Pedro Simas afirma que este “está muito alto porque testamos muito“, acrescentando que “esta testagem massiva está quase a criar uma sociedade distópica“.

“O que eu acho, como virologista, é que devemos voltar praticamente à normalidade, já o devíamos ter feito antes. Abrir a sociedade toda, proteger os grupos de risco com as terceiras doses todos os anos – é previsível que façamos da mesma forma que já o fazemos para a gripe”, defendeu.

Ler Mais


Comentários
Loading...