Rússia está a preparar os pretextos para uma invasão da Ucrânia, alertam autoridades americanas

A Administração Biden alertou esta sexta-feira que o esforço russo já está em andamento para criar um pretexto para as suas tropas invadirem ainda mais a Ucrânia e Moscovo já ter preposicionado agentes para realizar operações de “bandeira falsa” no leste ucraniano. O Governo americano acredita que os russos estão igualmente a preparar as bases através de uma campanha de desinformação nas redes sociais ao enquadrar a Ucrânia como uma agressora que está a preparar um ataque iminente contra as forças russas no leste ucraniano.

As autoridades de inteligência dos EUA determinaram que a Rússia já despachou agentes treinados em guerra urbana que poderiam usar explosivos para realizar atos de sabotagem contra as próprias forças de procuração da Rússia – culpando os atos na Ucrânia – se o presidente russo Vladimir Putin decidir que quer avançar com uma invasão, acrescentou o funcionário, que falou em anonimato, de acordo com o jornal britânico ‘The Independent’.

O conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, afirmou, na passada quinta-feira, que a comunidade de inteligência dos EUA não fez uma avaliação de que os russos, que concentraram cerca de 100 mil soldados na fronteira com a Ucrânia, decidiram definitivamente adotar ação militar na Ucrânia.«, embora tenha garantido que prepara uma invasão sob falsos pretextos. A medida, segundo Jack Sullivan, é semelhante ao que o Kremlin fez na preparação para a anexação da Crimeia pela Rússia em 2014, a península do Mar Negro que estava sob jurisdição da Ucrânia desde 1954.



Comentários
Loading...