Portugal gastou 381 milhões de euros em serviços de proteção contra incêndios

Os 27 estados-membros da União Europeia (UE) gastaram cerca de 30,9 mil milhões de euros em “serviços de proteção contra incêndios” em 2019, equivalendo a 0,5% da despesa total do governo, de acordo com dados divulgados esta terça-feira pelo ‘Eurostat’, na data em que se celebra o Dia Internacional do Bombeiro.

Em Portugal, no mesmo ano, essa despesa foi de 381,6 milhões de euros, correspondendo a 0,4% dos gastos, o que faz com que o nosso país fique a meio da tabela europeia, no que diz respeito a investimento neste setor.

A nível europeu, os países com mais gastos em serviços de proteção contra incêndios são a Alemanha, que despendeu cerca de 9,1 mil milhões de euros, seguida pela França, cujos gastos ascenderam a  6,5 mil milhões, Reino Unido com uma despesa de 3,8 mil milhões de euros e Itália a gastar 3,3 mil milhões.

Do lado oposto, nos estados-membros que menos gastaram nestes serviços estão, segundo o ‘Eurostat’, Malta, que apenas gastou 11 milhões de euros, Chipre, com uma despesa de 37,6 milhões de euros, Letónia com uma despesa de 60,5 milhões de euros e Eslovénia, que gastou cerca de 66,8 milhões.

 





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...