Ponto de viragem na guerra vai ser “em agosto” e conflito acaba no “final do ano”, diz chefe da inteligência militar da Ucrânia

O chefe da inteligência militar ucraniana aponta para um ponto de viragem na guerra “em agosto” e acredita que vai acabar no “final do ano”. Esta é a previsão mais otimista e precisa de um responsável ucraniano desde o início da invasão russa.

As previsões do general Kyrylo Budanov costumam ser corretas. Budanov previu o momento da invasão por parte da Rússia quando elementos no governo ucraniano se mostravam céticos. Agora, em entrevista à Sky News, disse estar “otimista” quanto à previsão da conclusão do conflito.

“O ponto de viragem vai ser na segunda quinzena de agosto. A maioria das ações de combate ativo vão terminar no final deste ano”, fez notar, acrescentando que, não só a Ucrânia não vai perder mais partes do seu território, como ainda vai recuperar o que perdeu num passado recente.

“Vamos retomar o poder ucraniano em todos os nossos territórios que perdemos, incluindo o Donbass e a Crimeia”, frisou.

Budanov referiu que não surpreendido com os contratempos registados pelas tropas russas na sua ofensiva militar. “Sabemos tudo sobre o nosso inimigo. Conhecemos os seus planos praticamente no momento em que estão ser concebidos”, sublinhou.

O chefe da inteligência militar ucraniana define ainda que a ideia do poder russo é um “mito”.

“A Europa vê a Rússia como uma grande ameaça. Tem medo da sua agressão. Nós lutamos contra a Rússia há oito anos e podemos dizer que este altamente promovido poder russo é um mito. Não é assim tão poderosa. É uma horda de pessoas com armas”, observou Budanov.

O general ucraniano também revelou que já está em marcha na Rússia um golpe para retirar Putin do poder e indicou que o líder russo está muito doente com um cancro.

Ler Mais


Comentários
Loading...