Polícia Judiciária faz buscas a Pinto da Costa, FC Porto e Portimonense

A Polícia Judiciária (PJ) em conjunto com o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), do Ministério Público (MP) estão a realizar uma operação de buscas e apreensão de documentos na zona do Algarve e do Porto, avança a ‘Sábado’ e a TVI.

Segundo as mesmas fontes, as buscas acontecem no âmbito de processos ligados ao futebol e visam as instalações das SAD do Futebol Clube do Porto e do Portimonense, bem como altos responsáveis desportivos, nomeadamente Jorge Nuno Pinto da Costa, presidente do FC Porto e Constantin Teodoro Panagopoulos, um brasileiro mais conhecido por Teo Fonseca, empresário que controla desde 2013 a maioria do capital da Portimonense SAD.

A operação tem ainda como alvos os locais de trabalho de Rodiney Sampaio da Silva e de Edgar Vilaça, o presidente e o diretor financeiro da SAD do clube algarvio, respetivamente.

Em causa estão suspeitas de fraude fiscal, falsificação de documentos e branqueamento de capitais, bem como outros crimes, que estão a ser investigados no âmbito de vários negócios do mundo do futebol e se prendem sobretudo com transferências de jogadores, empréstimos financeiros cruzados e repartições avultadas de comissões.

Adicionalmente, as buscas visam também apurar as reais relações entre as duas sociedades anónimas desportivas e alguns dos seus responsáveis, que poderão ter agido em alguns negócios a título individual, explica a revista Sábado, adiantando que esta investigação é mais uma que teve origem nos documentos tornados públicos pelo hacker Rui Pinto, no caso Football Leaks.





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...