Pelo menos 27 migrantes morrem afogados ao tentar atravessar o Canal da Mancha

Pelo menos 27 migrantes morreram afogados depois de o barco em que seguiam ter virado esta quarta-feira, enquanto tentavam cruzar o Canal da Mancha de França para o Reino Unido, avança a ‘Reuters’.

De acordo com os pescadores, mais migrantes deixaram a costa norte francesa do que o normal para aproveitar as condições do mar calmo, embora a água estivesse extremamente fria.

Um pescador, Nicolas Margolle, disse à ‘Reuters’ que viu dois pequenos barcos no início da quarta-feira, um com pessoas a bordo e outro vazio, adiantando que outro pescador tinha chamado o serviço de resgate depois de ver um barco vazio e 15 pessoas a flutuar imóveis.

A presidente da localidade francesa de Calais, Natacha Bouchart, disse à estação televisiva, BFM, que o número de mortos atual é de 27, minutos depois de outro executivo ter fixado a contagem em 24.

Contudo, a guarda costeira local disse que ainda não foi possível confirmar o número exato, acrescentando que os serviços de resgate encontraram cerca de 20 pessoas na água, estimando que havia cerca de 30 pessoas no barco antes de virar.

O ministro do Interior francês, Gerald Darmanin, disse que estava a caminho da costa. “Forte emoção diante da tragédia de inúmeras mortes devido ao naufrágio de um barco de migrantes no Canal da Mancha”, escreveu no Twitter.

 

Na manhã desta quarta-feira, jornalistas da Reuters avistaram um grupo de mais de 40 imigrantes a caminho do Reino Unido, num barco.

O Canal da Mancha é uma das rotas marítimas mais movimentadas do mundo e as correntes são fortes. Barcos sobrecarregados muitas vezes mal conseguem flutuar e estão à mercê das ondas.

Ler Mais


Comentários
Loading...