Ovos Kinder: Bélgica suspende produção na fábrica que originou casos de salmonela

No decurso das investigações aos casos de salmonela ligados aos ovos Kinder, a Ferrero decidiu suspender de forma temporária a produção na fábrica de Arlon, na Bélgica, onde foram produzidos os lotes suspeitos de estarem contaminados, avança a AFP.

Num comunicado divulgado esta sexta-feira, a Ferrero referiu que está a colaborar com as autoridades de saúde e admitiu que houve “ineficácia interna”, que gerou “atrasos na recolha e partilha de informação”, isto teve impacto no progresso e eficácia das investigações. A empresa garantiu que a fábrica só vai reabrir quando estiver certificada pelas autoridades sanitárias.

“Esta é a única e a decisão correta a tomar para assegurar um nível máximo de segurança alimentar e eliminar o risco de mais contaminações”, sublinhou a Ferrero, que pediu desculpa por esta situação

A fábrica de Arlon é responsável por 7% da produção global dos produtos Kinder anualmente.

Mais de 60 pessoas, a maioria crianças, foram infetadas num surto de salmonelas que está associado aos ovos Kinder. “Por precaução”, como fez questão de salientar, a Ferrero anunciou que ia retirar do mercado os produtos Kinder em vários países, entre os quais Portugal. Isto apesar da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) ter garantido que os lotes contaminados não teriam vindo para Portugal.

Os produtos Kinder que foram retirados do mercado foram os Kinder Surpresa, os Mini Ovos Kinder, Kinder Surpresa Maxi 100g and Kinder Schokobons.

Ler Mais


Comentários
Loading...