Ómicron: Moderna e Pfizer vão iniciar ensaios clínicos a vacina contra a BA.5 “no futuro próximo”, garante especialista

A Moderna e a Pfizer ainda não iniciaram os ensaios clínicos para as novas vacinas contra a Covid-19 que vão ter por alvos as variantes BA.4 e BA.5 do coronavírus mas é previsível que possam chegar no início do outono.

Em junho, a Food and Drug Administration (FDA) recomendou que a próxima geração de vacinas da Covid-19 uma abordagem “bivalente” que visasse tanto a versão original do SARS-CoV-2 e as subvariantes BA.4 e BA.5.

Segundo um porta-voz da Pfizer, os ensaios clínicos para a vacina, que está a ser desenvolvida com a BioNTech “num futuro próximo” – a farmacêutica anunciou esta semana o lançamento de um ensaio de Fase 2. A Moderna também tem um reforço bivalente que visa a BA.1 em desenvolvimento e planeia lançar em breve um ensaio clínico para um reforço que inclui BA.4/5. “Estamos a discutir os detalhes do teste com a FDA”, assegurou um porta-voz da Moderna. “O estudo será estruturado de forma semelhante a outros estudos de variantes de preocupação.”

A BA.5, que agora é a variante mais dominante do vírus em circulação, é a forma mais transmissível de SARS-CoV-2 até ao momento e tem impulsionado o aumento de novos casos – os EUA estão em média cerca de 127 mil novos casos todos os dias – e a subvariante Ómicron também está por trás do aumento nas hospitalizações.

“Este vírus continuou a mostrar-se mais do que um inimigo formidável, com variantes de preocupações a surgir, cada uma com um pouco de transmissibilidade aprimorada”, explicou Anthony Fauci, principal conselheiro médico do presidente Biden. “Como sabemos disso? Continua a superar as variantes anteriores, como estamos a começar a ver agora como o BA.5 é altamente transmissível. Agora, são claramente necessárias abordagens inovadoras para induzir uma proteção ampla e durável contra os coronavírus, conhecidos e desconhecidos.”



Comentários
Loading...