Metro de Lisboa em greve nos dias 29 de abril e 4 de maio. Paralisações não ficam por aqui e podem afetar Rock in Rio e Santos Populares

Os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa já têm dois pré-avisos de greve parcial para esta sexta-feira, 29 de abril, e para o próximo dia 4 de maio. Mas estão previstas mais ações que podem afetar grandes eventos, como o Rock in Rio e os Santos Populares, avança a ‘Renascença’.

Segundo a estação, já esta sexta-feira os funcionários da empresa realizam uma greve parcial entre as 05h00 e as 09h00, sem serviços mínimos, havendo apenas circulação de comboios a partir das 09h30. O mesmo acontece a 4 de maio.

Para além destas duas ações já marcadas, espera-se que se realizem pelo menos mais duas greves no mês de maio, segundo revelou à estação Nuno Fonseca, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes (SITRA).

O objetivo passa por contestar o não cumprimento do Acordo de Empresa por parte da Direção Operacional do Metro, com a greve a abranger os trabalhadores da Central e os maquinistas, razão pela qual não há circulação de comboios.

A par disto, adianta a estação, estão ainda previstas outras paralisações, que deverão ocorrer com frequência semanal, bem como, greve a eventos especiais, adianta a ‘Renascença’.

Em causa está o Rock in Rio, evento que decorre no Parque da Bela Vista, em Lisboa, entre os dia 18 e 26 de junho; e os Santos Populares, na baixa lisboeta, em meados do mesmo mês. Ambos mobilizam milhares de pessoas.

A par disso, é possível que o Metro não faça horários especiais nestas datas – normalmente circula até às 03h00 ou 04h00, em vez de encerrar à 1h – se não houver até essa altura, “uma resposta satisfatória da administração”, revela a ‘Renascença’, citando os sindicatos.

 

Ler Mais


Comentários
Loading...