Marta Temido responde a críticas de Merkel: “As mutações não ficam reservadas a um território”

A ministra da saúde, Marta Temido, respondeu esta quarta-feira à chanceler alemã, Angela Merkel, que criticou Portugal por ter recebido adeptos britânicos na final da Liga dos Campeões, numa altura em que circulam novas variantes da Covid-19.

Em declarações aos jornalistas, a responsável admitiu que a circulação de pessoas é “um dos maiores desafios” enfrentados pelo país e que “se soubéssemos o que sabemos hoje”, em “determinados momentos”, o Governo teria tomado decisões diferentes.

Ainda assim, a governante sublinhou que “as mutações não ficam reservadas a um território” e que é preciso “segui-las com atenção”, acrescentando também que se espera que Portugal, tal como outros países do mundo, continue exposto a novas variantes.

Também o ministro dos Negócios Estrangeiros assegurou esta quarta-feira que Portugal cumpriu as regras de saúde pública relativamente à entrada de turistas britânicos, em resposta às críticas de Angela Merkel.

“O que nós dissemos foi que os viajantes britânicos que vêm para Portugal, apresentando um teste negativo à chegada, podem entrar em Portugal. Não vejo que seja, de alguma maneira, escancarar Portugal aos ingleses sem o cuidado de verificar as suas condições de saúde no que diz respeito à Covid-19″, disse Augusto Santos Silva na comissão parlamentar de Assuntos Europeus.

Recorde-se que Angela Merkel, criticou ontem a falta de regras comuns na União Europeia (UE) relativamente às viagens, dando como exemplo a situação de aumento dos contágios em Portugal, que a seu ver “poderia ter sido evitada”.

“O que lamento é que ainda não tenhamos sido capazes de alcançar um comportamento uniforme entre os Estados-membros em termos de restrições de viagem, isto é um retrocesso”, declarou a responsável, falando em conferência de imprensa em Berlim.

Nestas declarações à imprensa, a chanceler alemã exemplificou: “Temos agora uma situação em Portugal, que talvez pudesse ter sido evitada. E é por isso que temos de trabalhar ainda mais” na área da coordenação, vincou.

Ler Mais




Comentários
Loading...