Mais uma semana, mais um aumento. Combustíveis voltam a subir na próxima segunda-feira

O custo de ambos os combustíveis nos postos de abastecimento nacionais vai ser revisto em alta na próxima semana: ”A evolução das cotações em euros aponta para uma subida do preço do gasóleo em até 2,5 cêntimos por litro enquanto que o da gasolina deve registar um aumento de até mais um cêntimo por litro”, adiantou fonte do setor à Multinews.

Os preços dos postos junto aos hipermercados, também seguem as tendências de mercado. “A tendência da próxima semana será para uma subida de 0,0096 euros na gasolina e um aumento de 0,0211 euros no gasóleo”, adianta outra fonte.

Feitas as contas, e adicionando o aumento esperado para a próxima semana, tanto a gasolina como o gasóleo já subiram quase cinco cêntimos por litro desde o início do ano. Segundo dados da Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG), na última semana de dezembro um litro de gasolina valia 1,665 euros por litro enquanto que o ´diesel’ custava 1,501 euros por litro.

Os mesmos dados mostram que o preço médio do litro de gasolina em Portugal está atualmente nos 1,705 euros, enquanto o gasóleo vale 1,522 euros. As cotações podem no entanto variar nos postos de abastecimento, já que o preço fixado na rede tem ainda em conta o nível de concorrência, da oferta e da procura em cada mercado e o nível de custos fixos de cada posto.

A contribuir para a escalada dos preços está o aumento das cotações da gasolina e do gasóleo nos mercados internacionais, que acompanham o aumento do ‘ouro-negro’. O Brent, petróleo de referência na Europa, mantém a tendência de subida dos últimos dias, potenciada pela perceção do mercado de que os efeitos da variante Ómicron do coronavírus na procura de crude serão limitados.

Gasolina é a oitava mais cara

De acordo com o último relatório de Bruxelas, depois de impostos, o preço médio da gasolina 95 octanas praticado em Portugal é o oitavo mais caro em toda a UE. Já o gasóleo ocupa a 10ª posição entre os 27 países do espaço comunitário. O relatório da Comissão Europeia também deixa claro que a grande fatia do preço cobrado por cada litro de combustível vai para os cofres do Estado.

Os preços dos combustíveis afetam de forma direta o orçamento das empresas e também os custos das companhias, tendo por isso um forte impacto na competitividade do tecido empresarial e também no consumo privado. Entre os sectores mais expostos à evolução dos mercados petrolíferos estão, por exemplo, as companhias aéreas e todas as transportadoras.

Ler Mais


Comentários
Loading...