‘Lua de mel’ de Joe Biden como presidente americano terminou, aponta sondagem

As sondagens são claras: a lua de mel do presidente americano Joe Biden terminou. Na passada quarta-feira, o seu índice de aprovação era apenas 42,9%, de acordo com a FiveThirtyEight, abaixo dos 53% que tinha quando entrou na Casa Branca em janeiro. Entre os presidentes pós-II Guerra Mundial, apenas Donald Trump teve um índice de aprovação pior (38,4%) numa fase da sua presidência, segundo revelou a revista americana ‘Fortune’.

O mais preocupante para o Partido Democrata de Joe Biden são os dados estaduais. Com pesquisas elaboradas em outubro, a ‘Morning Consult’ calculou o índice de aprovação do presidente americano em todos os estados dos EUA. A descoberta? Biden está atualmente ‘debaixo de água’ – o que significa que o índice de desaprovação é maior do que o de aprovação – em 32 estados, embora tenha um índice positivo em 18 estados, tradicionalmente democratas.

Mas quando a pesquisa é ampliada para os estados considerados como “campos de batalha”, as coisas ficam mais complicadas para a Casa Branca: nos 11 estados considerados como “campos de batalha” em 2020, o índice de aprovação de Biden está ‘afogado’ em cada uma deles: Iowa (-11%), Ohio (-10%), e Arizona (-9%). Seguem-se Wisconsin (-7%), Pensilvânia (-5%), Flórida (-5%), Carolina do Norte (-5%), Michigan (-4%), Nevada (-3%), Geórgia (-3%) e New Hampshire (-2%).

O foco democrata não está para já na eleição presidencial de 2024, para a qual Joe Biden já mostrou querer recandidatar-se. Nesta altura, o foco está em 2022, quando os democratas terão de defender a pequena maioria na Câmara dos Estados Unidos (221-213) e a vantagem de um voto no Senado.

O índice de aprovação de Biden manteve-se estável durante a primavera e o início do verão, já que as vacinas contra a Covid-19 ajudaram a impulsionar a recuperação económica. Mas em agosto, essa popularidade começou a diminuir rapidamente. Durante aquele mês, o governo Biden foi duramente criticado pela forma como lidou com a retirada do Afeganistão – e a recaptura do país pelos taliban quase da noite para o dia. Na mesma época, os hospitais americanos voltaram a encher-se de pacientes infetados devido à variante Delta. Além disso, a inflação no mês passado atingiu o valor mais alto em 31 anos.

Se Biden pode recuperar? Houve um caso na história americana – Bill Clinton conquistou um segundo mandato depois do seu índice de aprovação ter caído logo no primeiro ano na Casa Branca.

Ler Mais


Comentários
Loading...