Linha de alta velocidade que coloca Madrid a 3 horas do Porto? É possível e estudo indica as vantagens

A Associação Vale D’Ouro apresentou esta quinta-feira um projeto que visa ligar por via férrea as capitais de distrito de Trás-os-Montes em alta velocidade. O projeto contempla uma linha de 265 quilómetros entre o Aeroporto Sá Carneiro, no Porto, a Zamora (Espanha), incluindo 30 quilómetros em território espanhol para ligar à rede de alta velocidade do país vizinho. A linha foi desenhada para tráfego duplo para permitir comboios de mercadorias e de passageiros e tem um custo estimado em 3,7 mil milhões de euros.

“Pode parecer muito dinheiro, mas isto não é um projeto só para o norte. É certo que dará uma nova centralidade ao Porto, mas Lisboa pode ficar a 4h15 de Madrid”, diz Luís Almeida, presidente da Associação Vale d’Ouro e um dos quatro engenheiros civis que constituiu o núcleo duro da equipa deste projeto.

“Pela futura linha de alta velocidade, Lisboa e Porto ficam a 1h15 de distância, e com este corredor transmontano o Porto fica a três horas de Madrid, pelo que esta será a ligação mais rápida entre Lisboa e Madrid, em vez da que está em construção, por Évora e Badajoz”, afirmou o especialista.

“Esta proposta tem a vantagem de ser uma solução contínua, isto é, uma única linha liga Lisboa, Porto e Madrid e fará do aeroporto Sá Carneiro o ‘Portela + 1’ de que tanto se fala. Estamos a falar de três grandes aeroportos – Portela, Pedras Rubras e Barajas – ligados por uma linha de alta velocidade”, finalizou.



Comentários
Loading...