Lightyear 0 continua a bater recordes e torna-se o carro mais aerodinâmico do mundo… e é movido a energia solar

O Lightyear 0 não deixa de surpreender: em testes realizados na Alemanha em condições de homologação do ciclo WLTP, o carro elétrico, que também pode ser movido a energia solar, obteve 0,175, o mais baixo de todos os carros de produção da história. Mas este não é o recorde absoluto.

Lightyear garantiu que o resultado é surpreendente até para os engenheiros, que esperavam um valor em redor de 0,19. Arjo Van der Ham, diretor técnico da empresa, reconheceu: “Estamos muito orgulhosos deste resultado. Começámos do zero quando começámos a estudar o carro e a sua tecnologia. Colocámos muito esforço nele.”

O Lightyear 0 conseguiu bater o recorde anterior estabelecido pelo GM EV1 de 1996, que registou 0,19. Como exemplo, dois dos carros mais aerodinâmicos à venda hoje são o Mercedes EQS e o Tesla Model S, que reivindicam um valor de 0,20 e 0,208, respetivamente.

No entanto, se também levarmos em consideração os concept cars, o Lightyear 0 não é o carro mais aerodinâmico – o Mercedes Vision EQXX, revelado este ano, obteve 0,17, enquanto o JCB Dieselmax, um protótipo construído para atingir um recorde de velocidade na categoria de carros a diesel, teve um coeficiente de 0,147.

Foram produzidos 946 exemplares da berlina elétrica, que tem pouco mais de 5 metros de comprimento e é capaz de percorrer quase 625 km no ciclo WLTP graças à sua bateria de 60 kWh, o seu motor elétrico de 170 cv, e a energia solar que, por si só, segundo o fabricante dos Países Baixos, permite percorrer até 70 km por dia.

Com um preço base entre 250 e 300 mil euros, este modelo obviamente não está ao alcance de todos os orçamentos. No entanto, após o 0, a Lightyear já está a trabalhar num modelo de entrada mais acessível, com preço de tabela de cerca de 30 mil euros e lançamento previsto para 2026.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.