Legislativas: Eleitores em confinamento obrigatório podem sair no dia 30 para votar

A ministra da administração interna, Francisca Van Dunem, revelou esta quarta-feira que quem está em confinamento devido à Covid-19, vai poder sair para votar a 30 de janeiro.

Em conferência de imprensa esta quarta-feira, a responsável disse que “os eleitores em confinamento obrigatório determinado pelas autoridades de saúde vão poder sair de casa no dia 30 numa hora especifica, estritamente para exercer o seu direito de voto”.

“Em consequência disso, as normas do confinamento obrigatório terão de ser mudadas, no sentido de permitir esta exceção” que terá de ser feito através de uma resolução de Conselhos de Ministros, apontou.

Segundo a responsável, embora não diga na exceção, “o texto do grupo consultivo aponta também no sentido de que a moção eleitoral deve recomendar a estas pessoas que votem neste contexto, dentro de um horário específico, para evitar uma grande aglomeração de pessoas”.

A governante garantiu ainda que “estão criadas todas as condições para as pessoas votar seguramente”, anunciando que o Governo vai propor o voto dos isolados no final do dia.

“Recomendaremos que esse período de votação seja no final do dia das eleições. Foi isso que considerámos ser a situação que melhor acautelaria os interesses de todos”, explicou.

Apesar de ser permitido o voto de isolados, Francisca Van Dunem apela ao voto antecipado. É importante “renovar o apelo as pessoas que possam votar antecipadamente o façam dia 23”, disse.

Ler Mais


Comentários
Loading...