Indústria de transporte marítimo falha em aprovar o primeiro ‘imposto’ de CO2 do mundo

A International Chamber of Shipping (ICS) lamentou esta sexta-feira o fracasso do regulador da indústria em fazer progressos nos compromissos de descarbonização do sector. “Foi uma oportunidade perdida”, apontaram. O ICS, que representa 80% da indústria naval global, mostrou-se desapontada que as palavras e compromissos dos Governos na COP26 “ainda não foram traduzidas em ação” pela Organização Marítima Internacional.

“As reuniões desta semana perderam a oportunidade de levar para a frente uma série de medidas de redução de gases de efeito estufa que acelerariam o desenvolvimento de navios de emissão zero que são urgentemente necessários em escala para descarbonizar o nosso sector”, lamentou Guy Platten, secretário-geral do organismo comercial. “É quase como se o COP26 nunca tivesse acontecido.”

Um ‘imposto’ de CO2 sobre o consumo de combustível dos navios para financiar o Fundo de Pesquisa Marítima da IMO, voltado para a exploração de combustíveis limpos e sistemas de propulsão para o transporte marítimo internacional, não foi aprovado pela organização durante as negociações sobre as mudanças climáticas que decorreu esta semana.

Ler Mais


Comentários
Loading...