Governo prolonga situação de alerta até “ao final de julho” mas há novas regras: isolamento reduz para 5 dias e certificado deixa de ser exigido

O Governo decidiu prolongar até ao final de julho a situação de alerta em território continental, mas há duas novas regras que passam a aplicar-se: a redução do isolamento para 5 dias e o fim do certificado digital na chegada a Portugal.

Em conferência de imprensa no final do Conselho de Ministros, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, anunciou que “foi prolongada a situação de alerta até ao final de julho, devido à pandemia de doença Covid-19”.

“As regras que estão em vigor são as mesas que vigorara, até aqui, ainda que nos próximos dias tenhamos novidades, porque a Direção-Geral da Saúde (DGS) comunicou a intenção de passar o período de isolamento de sete para cinco dias”, revelou.

A par disso, “segundo o despacho das viagens, deixará de ser exigido certificado digital para a entrada no nosso país”, disse, adiantando que “fora estas duas alterações as regras permanecem as mesmas”.

Há assim “a indicação de utilização de máscara nos transportes públicos e com a recomendação desse uso quando estamos em contacto com mais vulneráveis, quando temos sintomas, ou quando somos um contacto de risco”, concluiu.

Pode consultar todas as medidas em vigor, aqui.

Ler Mais


Comentários
Loading...