Ganhou o Euromilhões? Saiba o que deve fazer se tiver o grande prémio

Um apostador com boletim registado em Portugal ganhou o “jackpot” do Euromilhões desta sexta-feira, no valor de 69 milhões de euros. Se foi o feliz contemplado, saiba o que deve fazer. Se não teve essa sorte, ficam as recomendações. Quem sabe não é você o próximo «excêntrico».

Primeiro conselho: mantenha a calma e seja discreto, não conte a toda a gente que foi o feliz contemplado. Partilhe a informação com o menor número de pessoas possível e, de preferência, só depois de receber o prémio.

Dica: Assine o boletim vencedor na parte traseira. Isto irá fazer com que só você possa reclamar o prémio. Em caso de sociedade, todos os envolvidos devem assinar.

Segundo conselho: ligue para a linha direta de jogos da Santa Casa (808 203 377), onde poderá pedir todas as informações de segurança e privacidade que ache oportuno esclarecer.

Como faço para receber o prémio?

De acordo com o portal dos Jogos da Santa Casa, o vencedor do primeiro prémio do Euromilhões deve preencher um formulário que se encontra na área “Receber os Meus Prémios” no website da Santa Casa e depois deslocar-se ao Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia  (DJSCM) para fazer a sua identificação e reclamar o prémio. Se o montante for inferior a 5000 euros, será pago por transferência bancária, sem necessidade de deslocação ao DJSCM.

Mas e se o montante for superior? Deve apresentar-se no DJSCM, de preferência acompanhado, com o recibo vencedor e em boas condições, documento de identificação (Cartão de Cidadão ou Passaporte) e com o NIB e comprovativo da titularidade de uma conta sediada em Portugal.

O dinheiro, no entanto, não irá parar-lhe às mãos do dia para a noite. O prémio só estará disponível entre o 13.º e o 90.º dias após a data do sorteio. Se o prémio não for reclamado neste prazo, o valor é entregue à Santa Casa.

Se o prémio for igual ou superior a um milhão de euros, o que é o caso, o vencedor será contactado por um representante do alto apostador da Unidade de Prémios –  função que cabia anteriormente a um membro do Grupo de Apoio ao Alto Premiado, que já não existe – e fornecerá ao apostador toda a ajuda que precisar. É esta pessoa que assegura o seu acompanhamento, desde a sua identificação presencial no Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia, na sede em Lisboa ou na delegação do Porto, até à transferência do prémio para a conta bancária do apostador.

Uma vez que o prémio desta terça-feira é um valor muito superior a cinco mil euros, está sujeito a 20% do imposto do selo. Exemplificando: Em 100 milhões, 80 milhões ficam para o apostador e 20 milhões vão directamente para os cofres do Estado.

Euromilhões: Jackpot de 69 milhões saiu em Portugal

Ler Mais




Notícias relacionadas
Comentários
Loading...