Fim das restrições leva a aumento dos peregrinos em Fátima. Alguns hotéis já estão esgotados

Realizam-se esta terça e quarta-feira as celebrações de Outubro em Fátima, as primeiras sem limites de lotação (desde que a pandemia começou), que entretanto foram levantadas no âmbito do plano de desconfinamento.

Este alívio faz-se sentir no número de peregrinos que se desloca à Cova da Iria e que ao que tudo indica deve aumentar, havendo até já alguns hotéis com lotação esgotada, segundo a ‘Renascença’.

Alexandre Marto, responsável por uma cadeia de dez hotéis em Fátima, referiu que alguns dos seus alojamentos já atingiram a capacidade máxima, com a lotação média para esta peregrinação a fixar-se nos 65%.

“Eu diria que o mercado nacional, os portugueses que visitam Fátima, já regressaram. O que falta agora é os restantes mercados voltarem ao que era antes”, afirmou citada pela estação.

A responsável disse ainda que também se sente o regresso dos mercados europeus. “A grande incógnita é quando se dará o regresso da totalidade dos mercados mais longínquos, nomeadamente, a Ásia, que continua a ter quebras de quase 100%, e também das américas que começam apenas agora a recuperar”, sublinhou à ‘Renascença’.

A maioria das reservas agora registadas, segundo Alexandra Marto, são sobretudo de peregrinos espanhóis, polacos e portugueses, muitos dos quais já se encontram em Fátima.

As celebrações têm já inscritos 37 grupos de peregrinos de 12 nacionalidades, o que aponta para o gradual regresso à normalidade no Santuário, que espera a presença de dezenas de milhares de fiéis, a fazer lembrar o tempo antes da pandemia de covid-19.

A peregrinação começa oficialmente hoje, às 21:30, com a recitação do terço, na Capelinha das Aparições, seguida de procissão das velas e celebração no altar do recinto. No dia 13, às 09:00, terá lugar a recitação do terço, seguida de missa internacional, com a palavra ao doente e procissão do Adeus.

Esta peregrinação, que celebra a 6.ª Aparição de Nossa Senhora, com particular destaque para o chamado “milagre do Sol”, é a última grande peregrinação aniversária de um ano pastoral ainda muito marcado pela pandemia, pelo que, “apesar de nesta data estar em curso um progressivo e responsável desconfinamento, será obrigatório o uso da máscara e a higienização das mãos à entrada do Recinto”, informou o Santuário de Fátima.

Entretanto, a Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Comando Territorial de Santarém, montou uma operação de segurança em Fátima, “de modo a garantir a segurança e a tranquilidade pública, o controlo e a fluidez rodoviária, bem como a prevenção criminal” no Santuário e nas áreas envolventes.

“Esta operação, que culminará com a realização das celebrações religiosas no dia 13 de outubro, conta com diversas especialidades da Guarda, nomeadamente meios do dispositivo territorial, de trânsito, da estrutura de investigação criminal, de patrulhamento ciclo e a cavalo, de ordem pública e do sistema de videovigilância”, informou a GNR em comunicado.

Ler Mais


Comentários
Loading...