Filho do porta-voz do Kremlin foi ‘mobilizado’ por Putin: “Obviamente que não vou”

O filho do porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, não será certamente abrangido pela mobilização militar parcial decretada por Vladimir Putin – Nikolay, de 32 anos, foi alvo de um momento dos ‘apanhados’, depois de os apresentadores do podcast russo “Popular Politics”, da responsabilidade da equipa de Alexei Navalny, terem feito uma chamada telefónica no qual se fizeram passar por oficiais do exército com a missão de recrutar soldados para a guerra na Ucrânia.

Um dos apresentadores, Dmitry Nizovtsev, ligou a Nikolay, educado e criado no Reino Unido, e perguntou: “Olá Nikolay, é um comissariado militar, consegue falar agora?”. “Hoje enviámos-lhe uma convocatória através do portal federal de informações. O senhor não respondeu à carta em papel, que tinha um número para o qual deveria ter ligado, para aparecer no comissariado militar amanhã às 10 horas. Primeiro, porque é que não respondeu à chamada? Segundo, vem amanhã? Estamos à sua espera”, atirou.

A resposta foi elucidativa. “Obviamente não vou estar aí às 10 horas. Deveria perceber que eu sou o senhor Peskov, e não é exatamente correto eu ir. De qualquer das formas, vou resolver isto a outro nível”, revelou.

Até ao momento, nenhum membro do Kremlin reagiu a este momento e não é claro se realmente é a voz do filho do porta-voz do Kremlin.

Ler Mais



loading...
Comentários
Loading...