Evitar as redes sociais durante uma semana aumenta (significativamente) o bem-estar e reduz a depressão, aponta estudo

Não faltará muito mas é bem possível que no futuro os médicos possam escrever uma receita muito simples para melhorar a sua saúde mental: “Saia das redes sociais!” Um novo estudo, publicado na ‘Cyberpsychology, Behavior and Social Networking’ apontou uma conclusão – evitar plataformas de redes sociais por apenas uma semana melhorou significativamente o bem-estar de uma pessoa, assim como conseguiu reduzir os níveis de ansiedade e depressão.

A pesquisa, realizada por uma equipa da Universidade de Bath, no Reino Unido, revelou que os utilizadores das redes sociais podem passar até 9 horas nas suas plataformas preferidas em apenas uma semana – o que inclui fazer ‘scroll’ infinitamente pelo Instagram, Facebook, Twitter e TikTok, só para citar as mais conhecidas.

Diversos estudos haviam apontado essa realidade: foram descobertos dados conflituantes quando se trata dos lados bom ou mau das redes sociais. Enquanto alguns relatórios contentam as alegações de que as redes sociais são viciantes, especialmente para crianças, outros apontaram até 50 efeitos nocivos de navegar constantemente nessas plataformas. Para descobrir o que acontece quando alguém entra num processo de ‘desintoxicação’ das redes sociais, os autores do estudo reuniram 154 pessoas, com idades entre os 18 e 72 anos, que utilizam as redes sociais diariamente. Em média, passagem cerca de 8 horas por semana. Após uma semana de uso normal, os especialistas dividiram aleatoriamente os participantes em dois grupos – um continuava a usar de forma regular as redes sociais, outro tentava evitar qualquer uso durante uma semana.

A primeira conclusão da equipa foi que pedir para ficar longe das redes sociais é uma tarefa difícil para a maioria dos participantes. Embora o grupo sem redes sociais tenha cortado o uso, ainda passaram uma média de 21 minutos online – cerca de 3 minutos por dia. Já o grupo com autorização para navegar passou em média 7 horas.

Os resultados do estudo apontam que evitar as redes sociais durante 7 dias levou a melhorias dramáticas no bem-estar de cada participante, independentemente da idade. O grupo experimental apresentou quedas percetíveis na ansiedade e depressão. A intenção dos cientistas é agora expandir o projeto para ver como a desintoxicação afeta as pontuações de saúde mental a longo prazo.

“Fazer scroll nas redes sociais é tão omnipresente que muitos de nós fazemos isso quase sem pensar, desde o momento em que acordamos até quando fechamos os olhos à noite”, explicou Jeff Lambert, investigador da universidade. “Sabemos que o uso das redes sociais é enorme e que há preocupações crescentes sobre os seus efeitos na saúde mental. Com este estudo, queríamos ver se simplesmente pedir às pessoas para fazer uma pausa de uma semana poderia trazer benefícios”, referiu. “Muitos dos nossos participantes relataram efeitos positivos por estarem fora das redes sociais, como melhoria do humor e menos ansiedade em geral, o que sugere que mesmo uma pequena pausa pode ter impacto.”

Ler Mais


Comentários
Loading...