Este é o primeiro e mais comum sintoma de cancro identificado em 23% dos pacientes antes do diagnóstico

O cancro pode surgir de muitas formas e em muitos locais. Por sua vez, também requer muitos tipos diferentes de tratamento. A doença mata milhões de pessoas por ano, roubando vidas em todo o mundo.

Segundo o jornal ‘Express’, muitas vezes não saber o que e onde procurar pode ser uma causa importante em casos fatais, porque as pessoas não reconhecem os sinais cedo o suficiente para iniciar um tratamento eficaz.

Agora, os cientistas descobriram um sintoma mais comum, identificado em 23% dos pacientes antes do diagnóstico da doença, que fazer com que a doença seja detetada mais cedo.

Um estudo publicado no Journal of Public Health descobriu que os sintomas abdominais (dores, vómitos, entre outros) foram identificados em 23% dos pacientes que foram diagnosticados com 27 tipos de cancro comuns e raros.

No artigo, os investigadores sublinham que “aumentar a consciencialização sobre os possíveis sintomas de cancro é importante para a procura de ajuda em tempo útil”.

“Campanhas recentes focaram-se em grupos de sintomas (como sintomas abdominais) em vez de sintomas de alerta individuais associados a determinados tipos de cancro”, acrescentou.

Segundo o responsável, “compreender a frequência e a natureza da apresentação de sintomas abdominais em pacientes com cancro pode melhorar o desenho e a avaliação de campanhas de consciencialização de saúde pública”.

A pesquisa foi realizada através da análise de oito diferentes sintomas abdominais de apresentação – dor abdominal, alteração do hábito intestinal, inchaço / distensão, dispepsia, sangramento retal, disfagia, refluxo e náuseas / vómitos – em 15.956 pacientes que foram posteriormente diagnosticados com cancro.

Quase um quarto apresentou sintomas abdominais. “Os sintomas abdominais são comuns na apresentação de pacientes com cancro, enquanto o tempo de apresentação varia de acordo com o sintoma”, concluíram os investigadores.

Ler Mais


Comentários
Loading...