Escolas: Registadas mais de três mil ocorrências no ano passado. PSP inicia nova operação de segurança no arranque desta época letiva

A Polícia de Segurança Pública (PSP) informou que se registaram mais de três mil ocorrências nas escolas portuguesas no ano letivo passado, anunciando um reforço da fiscalização de segurança, neste arranque da nova época letiva.

Em comunicado, a força de segurança indica que este ano letivo, à semelhança dos anteriores, “dedicará especial atenção à segurança dos três mil estabelecimentos de ensino público, privado e cooperativos, respetivo pessoal docente e não docente e de perto de um milhão de alunos”.

“Nesta operação a PSP direciona a sua atenção especialmente para as imediações dos Estabelecimentos de Ensino, nos percursos casa-escola e escola-casa dos alunos, professores e pessoal auxiliar e pais/encarregados de educação”, adianta.

Desta forma, pode ler-se na mesma nota, para além das Equipas do Programa Escola Segura, a PSP mobiliza e complementa a sua atividade com as restantes valências operacionais, como sejam Equipas de Policiamento Auto, de Fiscalização de Trânsito e Segurança Rodoviária e de Investigação Criminal”.

A PSP destaca três áreas de intervenção principais: Visibilidade e proximidade; prevenção de ilícitos criminais, contraordenacionais e de incivilidades, (fiscalização, sensibilização e formação) e verificação do cumprimento das normas legais vigentes no âmbito da prevenção e combate à pandemia Covid-19.

Os principais objetivos para este ano letivo são “o reforço do acompanhamento da interação social dos jovens e das atitudes entre pares que adotarão neste reinício das atividades, seja em ambiente físico seja em digital, bem como, o apoio aos estabelecimentos de ensino na sensibilização para o conhecimento e cumprimento das normas de saúde pública que se encontrem em vigor”, reitera.

No ano letivo passado, “a PSP registou 3.014 ocorrências em ambiente escolar, sendo 1.747 criminais e 1.267 não criminais, tendo-se registado uma descida em todos os indicadores monitorizados (agressões, injúrias, ameaças, furtos, roubos, etc.)”, adianta ainda.

“No âmbito das suas competências de prevenção criminal a PSP, em função dos constrangimentos na atuação presencial, deslocou parcialmente a sua atividade para o ambiente digital, tendo realizado 5.510 ações de sensibilização, demonstração e visitas, complementadas com 13.704 contactos individuais”, acrescenta.

Por último, a força de segurança refere que “no campo da fiscalização específica de Trânsito e de Segurança Rodoviária a PSP estará particularmente atenta ao uso dos sistemas de retenção e segurança dos veículos de transporte coletivo de crianças e principais fatores de risco rodoviário”.

“Serão igualmente desencadeadas ações de fiscalização direcionadas para os estabelecimentos comerciais, estabelecimentos de restauração e bebidas e de diversão, no sentido de verificar o cumprimento da legislação sobre o controlo do risco pandémico ou a proibição de facultar, vender e colocar à disposição bebidas alcoólicas a menores bem como a proibição de consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos”, conclui.

Ler Mais


Comentários
Loading...