Ensaio RANGE ROVER Sport: Ainda agora foi apresentado e já tem clientes à espera

Por Jorge Farromba

Quando em 2004 no salão de Detroit foi lançado o RR Stormer deu-se início àquele que viria a ser um sucesso de vendas – RANGE ROVER Sport – que se encontra já na terceira geração com mais de um milhão de unidades vendidas.

Na apresentação nacional estática foi possível compreender o que de mais relevante foi incorporado nesta nova geração que exponencia aqueles que compõem algumas das caraterísticas do modelo, como luxo, requinte, desenho e sofisticação.

Sabemos que o segmento dos SUV possui atualmente, segundo dados da RR, uma quota de mercado de 41% e que 70% destes se movimenta no segmento premium. Assim percebe-se o interesse da marca em renovar o Sport, sabendo que, de 2015 para 2021, se verificou uma tendência de alteração dos motores diesel para híbridos, algo que no RR Sport hoje mais se vende: os PHEV.

Do perfil de clientes do RR Sport os mesmos encontram-se no sector empresarial (60%) mas não é um carro de frota mas do empresário em nome individual.

A marca traçou uma ‘persona’, baseada nestes dados que são “pessoas de sucesso e com energia”, onde 30% dos clientes deste modelo já o eram anteriormente e 18% já eram clientes da marca.

E o que muda?

O RR SPORT passa a ser ainda mais luxuoso, tecnológico e desportivo o que, segundo a marca, torna o RR Sport o mais dinâmico de sempre, sem perder a característica que mais o identifica: a capacidade TT.

Para isso, a sofisticada plataforma do modelo é hoje 35% mais rígida, possui a suspensão pneumática dinâmica (que lhe garante uma maior estabilidade e menor balanceamento da carroçaria) e uma direção às quatro rodas para uma maior agilidade.

Para garantir uma melhor insonorização possui quatro microfones para anulamento do ruído exterior junto às rodas e 29 altifalantes interiores para uma maior experiência auditiva.

De referir que nesta apresentação estática foi percetível perceber no RR Sport a qualidade dos materiais, o desenho clean, exterior e interior, as atualizações que são OTA, o ecrã de 13,1 polegadas háptico; faróis full led que iluminam até 500 metros e possuem 1,3 milhões de microcristais digitais que lhe garantem uma enorme iluminação da estrada, desligando-se alguns dos leds, quando necessário, para não ofuscar o condutor do automóvel à sua frente ou em sentido contrário e, através do sistema de navegação, o sistema inteligente consegue prever a estrada, atuando na suspensão e na iluminação para uma melhor experiencia de condução, segurança e conforto.

Num modelo ainda mais elegante e belo que o anterior, mais clean e que, como refere a marca, “transpira potência”, seja na dianteira ou na traseira com o seu difusor, o RR Sport tem tudo para voltar a ser um sucesso. Prova disso é que, ao dia da apresentação já não existem viaturas para entrega este ano.

Com preços para o P440 de 107 mil euros, para o D300 de 134 mil e para o P510 de 146 mil (full equipamento), a aposta da marca irá recair fundamentalmente nos PHEV P440 e P510 (os números a seguir ao P referem-se à potência).

Ler Mais


Comentários
Loading...