“Desejo que tenhas mais razões para sorrir”. Primeira-dama ucraniana assinala 45º aniversário de Zelensky com mensagem nas redes sociais

Nesta quarta-feira assinala-se o 45º aniversário do presidente da Ucrânia Volodymyr Zelensky, data que a primeira-dama Olena Zelenska não deixou passar sem uma mensagem nas redes sociais.

Numa publicação no Twitter, Zelenska revelou que lhe é frequentemente questionado como o seu marido mudou este ano, ao que responde que “não mudou”, continua a ser “o mesmo”, o mesmo que ela conheceu quando tinham dezassete anos. Contudo, admitiu: “Na verdade, algo mudou: agora sorri muito menos. Por exemplo, como nesta fotografia”.

Ao partilhar um momento de cumplicidade entre ambos, a primeira-dama ucraniana escreveu: “Desejo que tenhas mais razões para sorrir. E sabes o que é preciso. Todos nós sabemos”. Ao refletir nesta data especial, Zelenska reconheceu: “Sois suficientemente teimosos. Mas o principal é ter saúde suficiente” apelando a que todos “sejam saudáveis”. “Quero sorrir perto de vós para sempre. Deem-me essa oportunidade!”, pediu.

Às 11h30, os tweets de Olena Zelenska dirigidos ao marido já tinham mais de 700 mil visualizações, quase duas mil partilhas e quase 21 mil ‘gostos’.

As redes sociais estão a ser inundadas com mensagens de carinho e agradecimento ao líder da Ucrânia que se tem mantido firme desde que a ofensiva militar russa teve lugar no país a 24 de fevereiro de 2022.

“Palavras maravilhosas”, pode ler-se numa publicação onde são divulgadas duas fotografias antigas do casal. “Desejo a ambos muitas razões para sorrir novamente e amar. Feliz aniversário Presidente, desejo-lhe Vitória, Paz, Strengt, Amor e Saúde!! Uma das minhas fotos favoritas”, acrescenta.

Não só a guerra foi tema de debate esta quarta-feira, como o amor. “Feliz, feliz, feliz aniversário para o seu marido. Ambos conhecerão a verdadeira felicidade quando isto terminar em breve. O meu coração dói por vós, mas o vosso amor é mais forte do que tudo”, escreveu outro utilizador.

Pessoas de todo o mundo fizeram questão de congratular o presidente ucraniano e os portugueses não foram exceção: “Feliz aniversário de Portugal!”, pode ler-se. Também na Irlanda, surgiu o comentário: “O seu marido é respeitado e amado em todo o mundo como o líder mais incrível nas condições mais horrendas e têm a sorte de se terem um ao outro. Espero que ele possa continuar a fazer-vos rir após a próxima vitória. Feliz aniversário Presidente”.

Polónia, Reino Unido e Japão não ficam de parte, mas a Austrália assinalou este dia com um vídeo especial.


Na noite de terça-feira, quando se assinalou um ano da invasão russa à Ucrânia, o presidente ucraniano avisou que “a Rússia está a preparar uma nova vaga de agressão, com as forças que é capaz de mobilizar”. “As forças de ocupação já estão a aumentar a pressão em Bakhmut, Vuhledar e em outros locais”, divulgou Zelensky ao explicar que o objetivo da Rússia é aumentar a pressão sobre a Ucrânia “numa escala ainda maior”.

A guerra é justificada por Putin com a necessidade de “desnazificar” e desmilitarizar a Ucrânia para segurança da Rússia. Esta invasão foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que tem respondido com envio de armamento para a Ucrânia e imposição à Rússia de sanções políticas e económicas.

A Organização das Nações Unidas (ONU) apresentou como confirmados desde o início da guerra 6.952 civis mortos e 11.144 feridos, ao notar que estes números estão muito aquém dos reais.

Ler Mais



loading...
Notícias relacionadas