Danone, Pescanova, Colacao… Espanha denuncia seis marcas por venderem menos produto ao mesmo preço

Os preços de um cabaz de compras estão a subir mais do que o talão do supermercado indica: em causa está o efeito ‘redução’, ou seja, uma ’tática’ dos produtores de alimentos que reduzem a dimensão das embalagens para enfrentar o aumento dos custos, segundo revelou esta quinta-feira o jornal espanhol ‘ABC’.

A Organización de Consumidores y Usuarios (OCU), de Espanha, considerou que esta técnica é uma prática de concorrência desleal, uma vez que “não há informação clara para o consumidor sobre o aumento de preço e que a falta de transparência altera a concorrência” e denunciou seis empresas nas quais detetou essa ’tática’ até agora: Pastas Gallo, Danone, Pescanova, Colacao, Tulipán e Campofrío.

Em plena ‘tempestade perfeita’ da espiral inflacionária, a OCU alertou que, no sector alimentar, alguns grandes fabricantes optaram por uma estratégia diferente para evitar a penalidade do aumento dos preços – para não punir os clientes, as marcas apostaram na ‘redução’, ou seja, oferecer menos comida e bebida pelo mesmo valor.

Segundo um estudo realizado pela OCU, pelo menos 7% dos produtos no carrinho de compras foram afetados pelo fenómeno nos últimos meses, com reduções do conteúdo da embalagem de entre 5% e 10%.

Para a associação de consumidores esta é uma prática enganosa e de concorrência desleal e criticou o facto de o consumidor não ter informação completa sobre a verdadeira natureza e características do produto, induzindo-o a tomar decisões erradas que podem afetar os fabricantes que aumentam claramente o preço, e que são punidos por quem prefere mascarar os aumentos, tendo para isso apresentado queixa à Comissão Nacional de Mercados e Concorrência (CNMC).



Comentários
Loading...