Da Albânia a Ucrânia: Há 11 países candidatos à adesão à UE

Um total de 11 países já formalizaram o pedido para aderirem à União Europeia, contando já com a Ucrânia, que o fez há poucos meses, impulsionada sobretudo pela guerra que trava com a Rússia.

Fique a conhecer a lista de países candidatos à adesão ao bloco:

Albânia

O pedido foi apresentado em abril de 2009 e aprovado pelo Conselho Europeu em novembro do mesmo ano. Em outubro de 2012 a Comissão emitiu um parecer favorável, mas só em junho de 2014 surgiu o estatuto oficial.

Mais tarde, em junho de 2018 o Conselho aprovou a abertura de negociações e em março de 2020 foi aprovado o arranque do processo, que tem sido bloqueado pelo veto da Bulgária.

Bósnia-Herzegovina

O pedido foi apresentado em Fevereiro de 2016, mas o país ainda não foi oficialmente designado como um candidato, tendo de executar 14 princípios ou prioridades para que isso possa acontecer. Já foram cumpridos três.

Geórgia

O pedido foi formalizado a 3 de março deste ano, com o Conselho da UE a remeter a 7 de março a candidatura à avaliação da Comissão, em conjunto com o da Ucrânia. Mas ainda serão necessárias mais reformas para que seja aprovado.

Islândia

O pedido foi apresentado em julho de 2009 e atribuído precisamente um ano depois, confirmando o mandato para o início das negociações de adesão. Estas foram suspensa em 2013 e em 2015 o país desistiu do processo.

Kosovo

Em 2013, Belgrado e Pristina assinaram o chamado Acordo de Bruxelas para a normalização das relações bilaterais e o Conselho Europeu aprovou a integração do país no Acordo de Associação e Integração da UE. Mas ainda aguarda a assinatura de um acordo de liberalização de vistos.

Macedónia do Norte

O pedido de candidato foi apresentado em Março de 2004 e aprovado em Dezembro de 2005. Mas só em março de 2020 foram aprovadas as negociações de adesão, que ainda continuam.

Moldova

Em 2014 foi assinado um acordo de Associação com da UE com o país, incluindo a liberalização de vistos para o Espaço Schengen para os cerca de 2,5 milhões de habitantes. Mas só a 3 de março foi formalizado o pedido de adesão, tal como aconteceu com a Geórgia.

Montenegro

O pedido foi entregue em 2008 e dois anos depois o Conselho Europeu confirmou o estatuto de país candidato. Em 2011 a Comissão recomendou a abertura das negociações de adesão, que começaram em junho de 2012 e ainda se mantêm.

Sérvia

O pedido foi apresentado em em 2009 e em 2012 a UE reconheceu à Sérvia o estatuto de país candidato. Em 2014 começaram as negociações de adesãoque ainda continuam.

Turquia

O país manifestou intenção de aderir em 1980, mas só sete anos mais tarde formalizou o pedido, que foi aprovado em dezembro de 1999. Em 2004 o Conselho Europeu decidiu dar início às negociações de adesão. Aas divergências começaram a surgir e a última ronda negocial decorreu em junho de 2016.

Ucrânia

Por último a Ucrânia. O Presidente, Volodymyr Zelensky, assinou o pedido oficial no dia 28 de Fevereiro, na sequência da invasão russa. Os líderes da UE reúnem-se hoje e amanhã para decidir se o aprovam ou não, apesar de os indícios serem positivos.

Ler Mais


Comentários
Loading...