Covid-19: Variante Delta continua a dominar mas prevalência baixou. Responde agora por 99,7% dos casos em Portugal

A variante Delta continua a ser dominante em Portugal, mas a sua prevalência baixou ligeiramente, respondendo agora por 99,7% das infeções de Covid-19. A conclusão é do mais recente relatório do Instituto Nacional Dr. Ricardo Jorge (INSA), divulgado esta terça-feira.

“A variante Delta (B.1.617.2) apresenta uma frequência relativa de 99,7% na semana 35 (30 de Agosto a 5 de Setembro), mantendo-se dominante em todas as regiões, de acordo com os dados apurados até à data”, pode ler-se.

Segundo o INSA, “do total de sequências da variante Delta analisadas até à data, 66 apresentam a mutação adicional K417N na proteína Spike (sub-linhagem AY.1 – Delta Plus)”.

Apesar de continuar a ser dominante, verifica-se uma descida face às últimas três semanas em que a variante Delta tinha uma prevalência de 100% em todo o país.

Sobre as restantes variantes, o instituto indica que “a frequência relativa das variantes Beta (B.1.351) e Gamma (P.1) mantém-se baixa, sendo inferior a 0.5% desde a semana 25 (21 de junho)”.

“Em particular, não foi detetado qualquer caso associado à variante Beta desde a semana 29 (19 de julho). Relativamente à variante Gamma, após três semanas sem deteção de qualquer caso nas amostragens aleatórias, foi detetado um caso na semana 35 (30 de agosto) na Região de Lisboa e Vale do Tejo”, conclui o organismo.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.