Covid-19: Relatório aponta “massivo fracasso internacional e social em vários níveis” dos Governos na resposta à pandemia

O novo relatório da Comissão Lancet sobre a resposta mundial à Covid-19 é avassalador: falhas globais generalizadas na resposta à pandemia conduziram a milhões de mortes evitáveis ​​e reverteram o progresso feito em direção aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU em muitos países.

A Comissão Lancet é o resultado de dois anos de trabalho de 28 dos maiores especialistas do mundo em políticas públicas, governabilidade internacional, epidemiologia, vacinação, economia, finanças internacionais, sustentabilidade e saúde mental, e de consultas com mais de 100 colaboradores de 11 grupos de trabalho mundial.

“O número impressionante nos dois primeiros anos da pandemia da Covid-19 é uma profunda tragédia e um enorme fracasso social em vários níveis”, explicou o presidente da Comissão, Jeffrey Sachs, professor da Universidade de Columbia, nos Estados unidos, e presidente da organização Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável.

“Devemos enfrentar as duras realidades”, explicou o responsável. “Muitos Governos falharam em manter as normas básicas de racionalidade e transparência institucional; muitas pessoas protestaram contra precauções básicas de saúde pública, muitas vezes influenciadas por desinformação; e muitas nações falharam em promover a colaboração global para controlar a pandemia.”

“Agora é a hora de tomar ações coletivas que promovam a saúde pública e o desenvolvimento sustentável para acabar com a pandemia da Covid-19, abordar as desigualdades globais de saúde, proteger o mundo contra futuras pandemias, identificar as origens dessa pandemia e construir resiliência para as comunidades ao redor o mundo”, frisou.

O relatório também criticou as várias respostas nacionais à Covid-19, muitas vezes caracterizadas por “conselhos de saúde pública incoerentes e má implementação de medidas sociais e de saúde pública, como o uso de máscaras e vacinação. Muitas políticas públicas não abordaram adequadamente os efeitos desiguais da pandemia em comunidades vulneráveis, como mulheres, crianças e trabalhadores em países de baixo e médio rencimento”. Tudo isso “exacerbado pelas extensas campanhas de desinformação nas redes sociais”.

Ler Mais



<
loading...
// Newsletter before author box publisher_show_newsletter_location( 'post_before_author', array( 'custom-data' => array( 'style-type' => 'wide' ), 'show-error' => false, ) ); // Push-notification message publisher_print_push_notification_widget( 'post-bottom' ); // Before author box ads publisher_show_ad_location( 'post_before_author_box', array( 'container-class' => 'better-ads-post-before-author' ) ); // Author box if ( publisher_get_option( 'post_author_box' ) == 'show' ) { publisher_get_view( 'post', '_author' ); } // Newsletter before nex/prev publisher_show_newsletter_location( 'post_before_nextprev', array( 'custom-data' => array( 'style-type' => 'wide' ), 'show-error' => false, ) ); // Next/Prev posts link if ( publisher_get_option( 'post_next_prev' ) !== 'hide' ) { publisher_get_view( 'post', '_next_prev_post' ); } ?>
Comentários
Loading...