Covid-19: Reino Unido retirar todos os países da lista vermelha de viagens. Quarentena em hotéis deixa de ser exigida a partir de amanhã

Os sete países que ainda estavam na lista vermelha de viagens do Reino Unido vão ser retirados esta segunda-feira, às 04:00 da manhã.

Colômbia, República Dominicana, Equador, Haiti, Panamá, Peru e Venezuela vão sair da lista, que não deixa nenhum país na categoria mais alta de restrições de viagem.

Downing Street diz, no entanto, que o sistema de lista vermelha não será totalmente descartado, podendo voltar a ser utilizado, e continua a ser “uma ferramenta importante” na resposta do governo britânico à Covid-19.

Esta ressalva do Executivo, adianta a ‘Sky News’, deixou em aberto a perspetiva de outros países virem a ser adicionados, ou readicionados, à lista vermelha no futuro.

De recordar que até então aqueles que chegavam ao Reino Unido de um destino da lista vermelha – ou que estiveram ou viajaram por um país ou território na lista vermelha nos 10 dias antes da sua viagem para o Reino Unido – eram obrigados a passar 10 dias em quarentena num hotel.

Esta estadia tinha um custo 2.285 libras para adultos, com taxas mais baixas para crianças. Quebrar as regras de quarentena podia resultar em multas de até 10 mil libras. Desde que este sistema de quarentena de hotel começou, em meados de fevereiro, mais de 200 mil pessoas foram sujeitas à medida no Reino Unido.

Ainda este mês, havia 54 países e territórios na lista vermelha de viagens do governo. No entanto, 47 foram retirados a 11 de outubro, quando as autoridades de saúde apontaram para o progresso dos programas de vacina contra o coronavírus no país e em todo o mundo.

No início de outubro, o sistema de restrições de viagens do Reino Unido foi simplificado com a eliminação do sistema de “semáforo” e dos países “amarelos”.

Isto significa que agora existem apenas duas categorias de destinos estrangeiros – países da lista vermelha que exigem quarentena de hotel e o resto do mundo.

 

Ler Mais


Comentários
Loading...