Covid-19: Quarta-feira negra na Europa, com sete países a registarem novos máximos de infeções, incluindo Portugal

Foi o dia mais negro da pandemia da Covid-19 na Europa, depois de nada mais nada menos do que seis países terem registado, esta quarta-feira, novos recordes de novos casos em apenas 24 horas. São eles: França (332.252), Portugal (39.570), Turquia (66.467), Itália (189.109), Holanda (24 mil) Suécia (17.320) e Israel (11.978).

Em França, os números são assustadores – 332.252 casos positivos identificados pelas autoridades francesas, contra os 271.686 na terça e 208.099 na semana passada. “Em duas semanas, a taxa de incidência triplicou para 1.800 casos por 100 mil habitantes na França”, disse Gabriel Attal, o porta-voz do governo após o Conselho de Ministros. O número de mortes pela Covid-19 em hospitais aumentou em 246 nas últimas 24 horas, elevando o total desde o início da pandemia para 97.670.

O número de pacientes da Covid-19 em unidades de cuidados intensivos era de 3.695 e havia mais de 20.000 pacientes da Covid-19 no hospital no total, o maior número desde o final de maio. Em França discute-se a intensificação do seu programa de vacinação para evitar tomar novas medidas restritivas para conter a propagação do vírus.

Portugal registou um novo máximo de contágios, com mais 39.570 novos casos da Covid-19. Segundo o boletim diário da DGS, foi o dia com o maior número de novos casos de contágio pela Covid-19 de sempre. Houve igualmente 14 mortes devido à doença.

A Turquia registou um aumento recorde de casos diários, com 66.467 novas infeções nas últimas 24 horas – os casos no país mais do que dobraram em pouco mais de uma semana à medida que a variante Ómicron se tornou dominante no país. “Apesar do aumento de infeções devido à variante Ómicron, não há um aumento preocupante de hospitalizações”, referiu o ministro da Saúde, Fahrettin Koca, no Twitter.

Pelo segundo dia consecutivo, a Itália bateu um novo máximo de novos casos – o anterior recorde foi contabilizado na última terça-feira, com 170.844. Mas esta quarta-feira houve um novo aumento, que catapultou o último total para 189.109 infeções, embora a contagem diária de mortes relacionadas com a Covid-19 tenha diminuídos – 259 para 231.

Na Suécia, os 17.320 novos casos são um recorde que bateu o registado a 30 de dezembro, com 11.507 infeções.

Em pleno ‘lockdown’, a Holanda não evitou um novo máximo de infeções nas últimas 24 horas, com 24 mil novos casos da Covid-19 em 24 horas. Foi registada uma subida de 35% se se observar o número de casos numa semana. O número de testes positivos entre 28 de dezembro de 2021 e 4 de janeiro de 2022 cresceu para um total de 113.554, em comparação com 84.398 na semana anterior. É o primeiro aumento após um mês de queda nos números semanais de infeção.

Por último, também Israel somou 11.978 novos infetados, segundo dados do Ministério da Saúde, superando o recorde anterior de 11.344 casos a 2 de setembro de 2021.

Ler Mais


Comentários
Loading...