Covid-19: Problemas de infertilidade? Vacina não está associada mas doença pode estar, alertam especialistas

 

A preocupação de que a vacina contra a Covid-19 possa causar infertilidade faz parte dos motivos dados pela população para evitar a vacinação, mas sem motivo.

Embora não haja evidências de que qualquer uma das vacinas cause problemas de fertilidade, ficar gravemente doente com Covid-19 aumenta esse risco, segundo especialistas em reprodução, citados pelo jornal ‘Today’.

“Há evidências que sugerem que a infeção com SARS-CoV-2 pode afetar a fertilidade masculina, a feminina e certamente a saúde numa gravidez de alguém infetado”, disse Jennifer Kawwass, endocrinologista e professora da ‘Emory University School of Medicine em Atlanta’.

Adicionalmente, a especialista sublinha que “não há simultaneamente nenhuma evidência de que a vacina tenha qualquer impacto negativo na fertilidade masculina ou feminina”, pelo que apela à vacinação.

Os investigadores têm estudado os efeitos da Covid-19 no sistema reprodutor humano desde o início da pandemia. Embora não haja evidências de que a doença possa ser transmitida sexualmente, a pesquisa sugere que as células do sistema reprodutor são alvos fáceis ​​para o vírus, porque carregam alguns dos recetores aos quais o coronavírus se liga para entrar nas células.

A ideia de que um vírus pode causar infertilidade não é infundada. “Temos evidências históricas de que existem certos vírus que têm maior probabilidade de afetar a fertilidade masculina ou feminina”, referiu Kawwass. Por exemplo, infeções por papilomavírus humano (HPV) , hepatite B, hepatite C e HIV têm sido associadas à diminuição da fertilidade.

Contudo, ainda não se sabe se um vírus respiratório, como o coronavírus, pode ter o mesmo efeito. Mas o facto de os órgãos reprodutores masculinos e femininos terem os recetores que a Covid-19 tem como alvo, significa que é altamente provável que o vírus possa causar problemas de fertilidade, segundo a especialista.

Para além disso, os sintomas da Covid-19 – principalmente febre acima de 40 graus durante pelo menos três dias – são conhecidos por causar problemas de fertilidade, sobretudo em homens.

De acordo com um artigo publicado na revista Reproductive Biology, infeções moderadas a graves por Covid-19 causaram diminuição da contagem de espermatozoides, inflamação testicular, inflamação do ducto espermático e dor testicular em homens em período fértil.

Embora não sejam consideradas complicações comuns da doença em particular, esses efeitos são frequentemente associados à redução da fertilidade e são suficientes para levar os cientistas a concluir que a Covid-19 pode causar problemas de fertilidade em homens.

Eve Feinberg, endocrinologista e professora da Northwestern University, referiu que embora não acredite que o vírus em si leve diretamente à infertilidade, observou que alguns dos seus pacientes do sexo masculino ficaram inférteis devido à baixa contagem de espermatozoides após terem Covid-19.

Ler Mais


Comentários
Loading...